Guillermo Barros Schelotto

http://pt.dbpedia.org/resource/Guillermo_Barros_Schelotto an entity of type: Thing

Guillermo Barros Schelotto (La Plata, 4 de maio de 1973) é um ex-futebolista argentino. Atualmente, é treinador do Boca Juniors. Como jogador, tratava-se de um atacante inteligente para, a partir da ponta-direita, infiltrar-se entre as defesas adversárias e servir passes a companheiros, além de saber aproveitar erros dos adversários.
Guillermo Barros Schelotto 
Boca Juniors 
1,71 m 
xsd:integer 1991  1997  2007  2011 
xsd:integer 1995 
El Mellizo , El Melli 
Guille, "Guillo", GBS 
Boca Juniors 
Gimnasia y Esgrima La Plata 
Columbus Crew 
xsd:integer 250 
xsd:integer 20  102  178  300 
xsd:integer 1985 
Guillermo Barros Schelotto 
Guillermo Barros Schelotto 
xsd:integer 10 
Técnico 
xsd:integer 2012  2016 
Palermo 
Lanús 
Boca Juniors 
xsd:integer 163 
Gimnasia y Esgrima La Plata 
Argentina 
xsd:double 1.71 
Guille, "Guillo", GBS 
El Mellizo ("O Gêmeo"), El Melli (diminutivo de Mellizo) 
<kilogram> 73.0 
Guillermo Barros Schelotto (La Plata, 4 de maio de 1973) é um ex-futebolista argentino. Atualmente, é treinador do Boca Juniors. Como jogador, tratava-se de um atacante inteligente para, a partir da ponta-direita, infiltrar-se entre as defesas adversárias e servir passes a companheiros, além de saber aproveitar erros dos adversários. Foi campeão por todos os times pelos quais passou, tendo uma identificação especial com o Boca Juniors, sendo ali um ídolo como poucos foram. Guillo, como também ficou conhecido, venceu quatro das seis Libertadores boquenses, e é o jogador do Boca com mais aparições e gols no torneio. Foi ainda o atleta com mais títulos conquistados no clube, até ser superado em 2011 pelo décimo sétimo título do ex-colega Sebastián Battaglia. É considerado como "intocável" pela torcida xeneize também por sua astúcia, carisma, talento e amor à camisa. Declarou algo nesse sentido ao ser indagado sobre a idolatria que desperta nos torcedores auriazuis, afirmando que "imagino que é porque joguei como teriam jogado eles (se pudessem ser jogadores). Não tive o talento de Riquelme nem os gols de Martín, mas sim a atitulde que teria um hincha". Também é querido entre eles por constantes atuações de destaque que teve nos Superclásicos, seja pelos gols - sua equipe jamais perdeu os dérbis em que ele marcou -, seja pelas provocações que costumava fazer aos arquirrivais do River Plate. Ele é ainda um dos ídolos máximos do Gimnasia y Esgrima La Plata, de sua cidade natal, clube pelo qual torce e onde também começou e encerrou a carreira. Teve passagem de sucesso também no futebol dos Estados Unidos, participando ativamente do primeiro título nacional do Columbus Crew, onde era literalmente reverenciado pelos torcedores ao cobrar bolas paradas. 
xsd:nonNegativeInteger 439 
Guillermo Barros Schelotto 
xsd:integer 1002166 
xsd:nonNegativeInteger 75150 
xsd:integer 44977401 
<centimetre> 171.0 

data from the linked data cloud