Guerra Civil Portuguesa

http://pt.dbpedia.org/resource/Guerra_Civil_Portuguesa an entity of type: Thing

A Guerra Civil Portuguesa, também conhecida como Guerras Liberais, Guerra Miguelista ou Guerra dos Dois Irmãos foi a guerra civil travada em Portugal entre liberais constitucionalistas e absolutistas sobre a sucessão real, que durou de 1828 a 1834. Em causa estava o respeito pelas regras de sucessão ao trono português face à decisão tomada pelas Cortes de 1828, que aclamaram D. Miguel I como rei de Portugal. As partes envolvidas foram o partido constitucionalista progressista liderado pela rainha D. Maria II de Portugal com o apoio de seu pai, D. Pedro IV, e o partido absolutista de D. Miguel e ainda o Reino Unido, a França, a Espanha e a Igreja Católica.
Guerra Civil Portuguesa 
Guerra Civil Portuguesa 
Marquês de Chaves 
Visconde de Azenha 
xsd:integer 1828 
Batalha da Praia da Vitória.jpg 
Batalha da Praia da Vitória, uma das batalhas da Guerra Civil Portuguesa 
Guerra Civil Portuguesa 
Vitória liberal 
→ Dom Miguel renuncia todas as suas pretensões ao trono e parte para o exílio 
→ A monarquia constitucional é restaurada 
Espanha 
França 
Reino Unido 
Apoiados por: 
Voluntários Belgas 
Apoiados por: 
Espanha (a partir de 1834) 
Espanha (até 1833) 
França(a partir de 1830) 
Reino Unido 
Voluntários Belgas 
borda|25pxLiberais 
borda|25pxMiguelista 
Concessão de Évora Monte: 
Vitória liberal 
→ Dom Miguel renuncia todas as suas pretensões ao trono e parte para o exílio 
→ A monarquia constitucional é restaurada 
A Guerra Civil Portuguesa, também conhecida como Guerras Liberais, Guerra Miguelista ou Guerra dos Dois Irmãos foi a guerra civil travada em Portugal entre liberais constitucionalistas e absolutistas sobre a sucessão real, que durou de 1828 a 1834. Em causa estava o respeito pelas regras de sucessão ao trono português face à decisão tomada pelas Cortes de 1828, que aclamaram D. Miguel I como rei de Portugal. As partes envolvidas foram o partido constitucionalista progressista liderado pela rainha D. Maria II de Portugal com o apoio de seu pai, D. Pedro IV, e o partido absolutista de D. Miguel e ainda o Reino Unido, a França, a Espanha e a Igreja Católica. 
xsd:nonNegativeInteger 161 
xsd:integer 42662 
xsd:nonNegativeInteger 17729 
xsd:integer 44750992 

data from the linked data cloud