Guerra árabe-israelense de 1948

http://pt.dbpedia.org/resource/Guerra_árabe-israelense_de_1948 an entity of type: Thing

A guerra árabe-israelense de 1948, geralmente conhecida pelos israelenses como Guerra da Independência (em hebraico: מלחמת העצמאות) ou Guerra da Liberação (מלחמת השחרור) e considerada pelos palestinos como parte de al-Nakba (em árabe: النكبة), isto é, 'A Catástrofe', começou em 15 de maio de 1948, logo após a declaração de independência de Israel, e terminou após os vários acordos de cessar-fogo entre israelenses e árabes, firmados entre fevereiro e julho de 1949.
Guerra árabe-israelense de 1948 
xsd:integer 3000 
xsd:integer 3700 
xsd:integer 6373 
Exércitos árabes: 
Árabes palestinos: 
xsd:integer 25 
David Ben-Gurion 
Yitzhak Rabin 
Ahmed Ali al-Mwawi 
Azzam Pasha 
Comandantes: 
David Shaltiel 
Habis al-Majali 
Haj Amin al-Husseini 
Husni al-Za'im 
John Bagot Glubb 
Mickey Marcus 
Moshe Dayan 
Muhammad Naguib 
Muzahim al-Pachachi 
Políticos: 
Rei Abdallah 
Rei Farouk I 
Shimon Avidan 
Yaakov Dori 
Yigael Yadin 
Yigal Allon 
Yisrael Galili 
border|22x20px|link=Exército da Guerra Santa Hasan Salama 
– 
No máximo, nem a metade das forças dos israelenses, mas estes números incluem apenas as unidades de combate enviadas para o território da Palestina e não toda a força militar. 
Iraque: inicialmente 3.000, subindo para 15.000–18.000 
Arábia Saudita: 800–1.200 
Egito: inicialmente 10.000, subindo para 20.000 
Exército de Liberação Árabe: 3.500–6.000. 
Iêmen: 300 
Líbano: 1.000 
Síria: 2.500–5.000 
Transjordânia: 8.000–12.000 
Israel: inicialmente 29.677, subindo para 117.500 em março de 1949. Este número inclui todos os militares, de unidades de combate e de logística. 
Raising the Ink Flag at Umm Rashrash .jpg 
xsd:integer 250 
Capitão Avraham "Bren" Adan levanta a Bandeira de Israel em Umm Rashrash , o que marcou o fim do conflito. 
Guerra árabe-israelense de 1948 
Vitória israelense; derrota dos árabes palestinos; falha da estratégia da Liga Árabe; Acordo de Armistício 
Israel mantêm a área proposta no Plano de Partilha e invade 50% da área destinada ao futuro Estado árabe. A Jordânia toma a Cisjordânia e o Egito ocupa a Faixa de Gaza. 
xsd:integer 25 
Sudão 
---- Antes de 26 de maio de 1948: 
---- Irregulares: 
Exército da Guerra Santa 
Irmandade Muçulmana 
Yishuv: *Haganah *Palmach *Irgun *Lehi ---- Após 26 de maio de 1948: 
3.000-13.000 mortos (civis e soldados) 
3.700-7.000 mortos 
Exércitos árabes: 
6.373 mortos (cerca de 4.000 soldados e 2.400 civis) 
Árabes palestinos: 
---- 
*Haganah 
*Irgun 
*Lehi 
*Palmach 
25pxExército de Liberação Árabe 
Antes de 26 de maio de 1948: 
Após 26 de maio de 1948: 
Exército da Guerra Santa 
Forças de Defesa de Israel 
Irmandade Muçulmana 
Irregulares: 
Sudão 
Voluntários estrangeiros: 
Yishuv: 
Vitória israelense; derrota dos árabes palestinos; falha da estratégia da Liga Árabe;Acordo de Armistício 
A guerra árabe-israelense de 1948, geralmente conhecida pelos israelenses como Guerra da Independência (em hebraico: מלחמת העצמאות) ou Guerra da Liberação (מלחמת השחרור) e considerada pelos palestinos como parte de al-Nakba (em árabe: النكبة), isto é, 'A Catástrofe', começou em 15 de maio de 1948, logo após a declaração de independência de Israel, e terminou após os vários acordos de cessar-fogo entre israelenses e árabes, firmados entre fevereiro e julho de 1949. A guerra foi um desdobramento da Guerra Civil na Palestina Mandatária (1947-1948). A guerra foi declarada pelos estados árabes, que haviam rejeitado o Plano da ONU de Partição da Palestina (Resolução 181 das Nações Unidas), segundo o qual a Palestina, ainda sob mandato britânico, seria dividida em um estado árabe e um estado judeu. Os confrontos tiveram início, no dia seguinte, em 15 de maio de 1948, exércitos árabes combinados atacaram Israel por três frentes diferentes. Os exércitos do Egito, Síria, Iraque, Jordânia, Líbano e Arábia Saudita, estavam então convergindo para uma minúscula faixa de território que agora era Israel. Logo após a declaração de independência de Israel, que precipitou o fim do Mandato Britânico na Palestina quando já estava em curso uma guerra civil na Palestina, iniciada em 1947. O cenário principal da guerra foi o antigo território do Mandato, mas também incluiu, durante um curto período, a península do Sinai e o sul do Líbano. O conflito terminou com os acordos do armistício israelo-árabe de 1949 e vários acordos bilaterais de cessar-fogo, firmados entre fevereiro e julho de 1949. A maior parte dos eventos a que os palestinos árabes se referem como A Catástrofe (em árabe: النكبة, al-Nakba) teve lugar em meio a essa guerra. 
xsd:nonNegativeInteger 188 
Conflito árabe-israelense 
xsd:integer 210156 
xsd:nonNegativeInteger 18181 
xsd:integer 44784305 

data from the linked data cloud