Grande sismo de Kantō

http://pt.dbpedia.org/resource/Grande_sismo_de_Kantō

O Grande sismo de Kantō - 関東大震災 (Kantō daishinsai 関東大震災 ) -, literalmente "Grande sismo-catástrofe de Kantō" ) foi um violento sismo na região de Kantō, na ilha japonesa de Honshu às 11:58 da manhã de 1 de setembro de 1923. Várias fontes indicam que o abalo foi extremamente longo, entre 4 e 10 minutos.Cerca de 570 000 lares foram destruídos, deixando cerca de 1,9 milhões de refugiados.
Grande sismo de Kantō 
entre 7,9 e 8,3 na escala de Richter 
<second> 600.0 
Grande sismo de Kantō 
c.105000 mortos; c.1,9 milhões de feridos e refugiados 
O Grande sismo de Kantō - 関東大震災 (Kantō daishinsai 関東大震災 ) -, literalmente "Grande sismo-catástrofe de Kantō" ) foi um violento sismo na região de Kantō, na ilha japonesa de Honshu às 11:58 da manhã de 1 de setembro de 1923. Várias fontes indicam que o abalo foi extremamente longo, entre 4 e 10 minutos. O sismo teve uma magnitude entre 7,9 e 8,3 na escala de Richter. Destruiu a cidade portuária de Yokohama e as prefeituras vizinhas de Chiba, Kanagawa, Shizuoka e Tóquio. O poder e a intensidade deste sismo são fáceis de subestimar, mas o sismo conseguiu mover a estátua de 93 toneladas do Grande Buda em Kamakura, situada a 60 km do epicentro: a estátua deslizou cerca de 60 cm. De acordo com as fontes de mais confiança, pelo menos 105 385 pessoas morreram e outras 37 000 desapareceram, sendo depois dadas como mortas. Muitas das vítimas foram causadas pelos 88 incêndios que se iniciaram separadamente e que se estenderam rapidamente devido aos fortes ventos de um tufão próximo da península de Noto. Em vários lugares, foram observadas tempestades de fogo, a maior das quais colheu pelo menos 30 000 vidas no Rikugun Honjo Hifukusho. O fogo durou dois dias, até 3 de setembro. Cerca de 570 000 lares foram destruídos, deixando cerca de 1,9 milhões de refugiados. O caos e pânico criado pelo sismo levantou rumores de que coreanos estavam a cometer saques e incêndios premeditados. Centenas ou milhares de coreanos e habitantes de Okinawa foram assassinados por milícias civis japonesas. O total de mortos incluídos os que morreram nos desastres foi estimado em 6000. Em alguns lugares, foram estabelecidos pontos de controlo para vigiar viajantes e ver se eram saqueadores ou delinquentes. Socialistas como Hirasawa Keishichi e anarquistas como Osugi Sakae e Ito Noe foram assassinados devido ao medo que podiam usar esta oportunidade para tomar o poder em golpe de estado. Depois do sismo, Goto Shinpei organizou um plano de reconstrução de Tóquio com redes modernas de estradas, comboios e serviços públicos. Parques foram criados em toda a região para servir como lugares de refúgio e os edifícios públicos foram construídos com rigorosos padrões de resistência sísmica. 
xsd:nonNegativeInteger 43 
xsd:integer 2580315 
xsd:nonNegativeInteger 4667 
xsd:integer 41712725 

data from the linked data cloud