Gone with the Wind (livro)

http://pt.dbpedia.org/resource/Gone_with_the_Wind_(livro) an entity of type: Thing

Gone with the Wind (...E o Vento Levou (título no Brasil) ou E Tudo o Vento Levou (título em Portugal)) é um romance da escritora e jornalista norte-americana Margaret Mitchell. Publicado pela primeira vez em 30 de junho de 1936 pela editora Macmillan Publishers, o livro foi recebido, em geral, com comentários positivos da crítica, vencendo os prêmios Pulitzer e National Book Award no ano seguinte ao seu lançamento. Foram vendidas cerca de trinta milhões de cópias mundialmente, foi traduzido para mais de trinta idiomas e também se encontra disponível em braille e no formato de áudio.
Gone with the Wind (livro) 
xsd:integer 1981  1993  1995  2000  2002  2003  2007  2008  2011 
McFarland 
Macmillan Publishers 
ABC-CLIO 
Louisiana State University Press 
Oxford University Press 
University of Illinois Press 
University of Missouri Press 
Editora Itatiaia 
University of Michigan Press 
University of Florida Press 
Condado de Clayton e Atlanta 
Gone with the Wind livro.jpg 
xsd:integer
xsd:integer 978 
xsd:integer 80712785 
xsd:integer 195082842 
xsd:integer 472116142 
xsd:integer 786459271 
xsd:integer 807108669 
xsd:integer 807127531 
xsd:decimal 8531902223 
ISBN 0-446-36538-6 
xsd:integer 30 
xsd:integer 1940 
xsd:integer 1954 
Capa do livro em sua primeira edição. 
Brasil 
Estados Unidos 
inglês 
português 
Margaret 
Gone With the Wind 
Betina 
Giselle 
Anne Goodwyn 
Carolyn Perry e Mary Louise 
Joseph M 
Junius P 
Kathryn Lee 
Kimberly Gisele 
Laura F 
M. Carmen Gomez- 
Tim A 
William R 
xsd:integer 203  206  216  240  264  288  388  400  689  740  962  1037  1144 
"Ser a autora de Gone With the Wind é um trabalho em tempo integral, e na maioria dos dias é um trabalho de horas extras preenchendo compromissos e visitando reuniões". 
"Se o romance tem um tema, este é a sobrevivência. O que torna algumas pessoas capazes de chegar através de catástrofes e que outras, aparentemente apenas capazes, fortes e corajosas, venham abaixo? Algumas pessoas sobrevivem; outras não. Só sei que os sobreviventes costumavam chamar essa qualidade de 'bom senso'. Então eu escrevi sobre os que tiveram bom senso e sobre os que não tiveram". 
"Esta é a Ilíada com um sotaque sulista, queimando com a humilhação da Reconstrução... ela envolve todos os mistérios fantasmagóricos do encantamento em si, a estranha magia intocável que ocorre quando uma história, em toda a sua frágil elegância, fala às vezes em uma voz clara, original, e responde a alguns estranhos anseios e exigências do espírito de uma época". 
Scarlett 
Flora 
Edwards 
Galisteo 
Jones 
Mitchell 
Roberts 
Taylor 
Rodriguez 
Ryan 
Seidel 
Entzminger 
Wallace-Sanders 
Weaks 
Margaret Mitchell, em uma carta de 1943 enviada a Ellis Arnall, governador do Estado da Geórgia, em que recusou uma nomeação ao Conselho Estadual de Educação devido seus compromissos envolvendo Gone with the Wind. 
Margaret Mitchell, sobre o processo de escrita de seu livro. 
Escritor Pat Conroy, no prefácio para uma edição norte-americana de 1996 de Gone with the Wind. 
xsd:integer 1861 
Francisca de Basto Cordeiro 
Maria Franco e Inês Duque Ribeiro 
...E o Vento Levou 
Calls and Responses: the American Novel of Slavery since Gone With the Wind 
The Confederate Belle 
The History of Southern Women's Literature 
The Southern Belle in the American Novel 
The Wind is Never Gone 
Tomorrow Is Another Day 
Cavalier and Yankee: The Old South and American National Character 
Slavery in the United States: a social, political and historical encyclopedia 
The Belle Gone Bad: white Southern women writers and the dark seductress 
The Companion to Southern Literature: themes, genres, places, people, movements and motifs 
Scarlett Doesn't Live Here Anymore: Southern women and the Civil War era 
Mammy: A Century of Race, Gender, and Southern Memory 
... E o Vento Levou 
E Tudo o Vento Levou 
http://books.google.com.br/books?id=aJu_wiSjvcYC&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_atb#v=onepage&q&f=false 
http://books.google.com.br/books?id=N-YFQOLdTjgC&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_atb#v=onepage&q&f=false 
http://books.google.com.br/books?id=SywN0tLJ1-8C&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_atb#v=onepage&q&f=false 
http://books.google.com.br/books?id=EFMl2pOENp4C&pg=PA28&lpg=PA28&dq=The+Belle+Gone+Bad:+white+Southern+women+writers+and+the+dark+seductress&source=bl&ots=ibS2XmqqHI&sig=Z7JHDVfxVFhCdosVPtPBqKl8FFA&hl=pt-BR&sa=X&ei=uIh5T5TzGIno0QHBy4SuDQ&ved=0CDYQ6AEwAg#v=onepage&q&f=false 
http://books.google.com.br/books?id=0tEp4sdrDEkC&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_atb#v=onepage&q&f=false 
http://books.google.com.br/books?id=rl5_5u3tiRkC&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_atb#v=onepage&q&f=false 
http://books.google.com.br/books?id=Noy4kTQzqJ4C&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_atb#v=onepage&q&f=false 
http://books.google.com.br/books?id=uQSYeomI_CAC&pg=PA698&lpg=PA698&dq=The+History+of+Southern+Women's+Literature&source=bl&ots=UKnhNG_kq9&sig=wEVUdb_LtVHG4AH_m8phzlE_nXE&hl=pt-BR&sa=X&ei=vod5T6_BF8Xn0QHYu8CzDQ&ved=0CE8Q6AEwBQ#v=onepage&q&f=false 
http://books.google.com.br/books?id=4X44KbDBl9gC&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_atb#v=onepage&q&f=false 
http://books.google.com.br/books?id=BwPBN2re8GIC&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_atb#v=onepage&q&f=false 
http://books.google.com.br/books?id=Eh0e1DqrUFsC&printsec=frontcover&hl=pt-BR&source=gbs_atb#v=onepage&q&f=false 
http://www.press.umich.edu/pdf/9780472116140-intro.pdf 
<perCent> 40.0 
ISBN 0-446-36538-6 
xsd:positiveInteger 1037 
Capa do livro em sua primeira edição. 
Gone with the Wind (...E o Vento Levou (título no Brasil) ou E Tudo o Vento Levou (título em Portugal)) é um romance da escritora e jornalista norte-americana Margaret Mitchell. Publicado pela primeira vez em 30 de junho de 1936 pela editora Macmillan Publishers, o livro foi recebido, em geral, com comentários positivos da crítica, vencendo os prêmios Pulitzer e National Book Award no ano seguinte ao seu lançamento. Foram vendidas cerca de trinta milhões de cópias mundialmente, foi traduzido para mais de trinta idiomas e também se encontra disponível em braille e no formato de áudio. Disposta cronologicamente, a sua história, passada no Sul dos Estados Unidos, retrata a vida de Scarlett O'Hara, filha mimada de um rico dono de plantação algodoeira, que deve usar todos os meios à sua disposição para sobreviver durante a Guerra Civil Americana e, posteriormente, ao período da Reconstrução. Apesar de extensa, a obra é conhecida pela sua clareza e legibilidade, com temas comuns à literatura popular — aventura, guerra, paixão e turbulência social. Mitchell começou a escrevê-lo em 1926 para passar o tempo, enquanto se recuperava de alguns problemas de saúde. O processo de escrita levou quase dez anos, e em 1935, a editora Macmillan adquiriu os direitos de publicação do volume. Entrou rapidamente para as listas de mais vendidos e, pouco depois de seu lançamento, teve os seus direitos de filmagem comprados pelo produtor David O. Selznick. Lançada em 1939, a longa-metragem homónima, interpretada nos papéis principais por Vivien Leigh e Clark Gable, foi um sucesso de público e de crítica. A obra também tem sido frequentemente adaptada para os palcos sob a forma de musicais, em diferentes produções do Japão, da França e da Inglaterra. Curiosamente, trata-se do único trabalho publicado em vida por Mitchell; apesar disso, Gone with the Wind possui duas sequências oficias, bem como algumas paródias e continuações ilegais. Ao longo dos anos, ele também tem sido analisado pelo seu tratamento de estereótipos e arquétipos, sendo um livro muito popular nos Estados Unidos. O romance foi incluído em diferentes listas de grandes obras da literatura mundial, criadas por importantes meios de comunicação como a revista norte-americana TIME, o jornal francês Le Monde e a companhia inglesa BBC. 
xsd:nonNegativeInteger 276 
Gone With the Wind 
xsd:integer 2528786 
xsd:nonNegativeInteger 90906 
xsd:integer 43252539 

data from the linked data cloud