Gonçalves Dias

http://pt.dbpedia.org/resource/Gonçalves_Dias an entity of type: Thing

Antônio Gonçalves Dias (Caxias, 10 de agosto de 1823 — Guimarães, 3 de novembro de 1864) foi um poeta, advogado, jornalista, etnógrafo e teatrólogo brasileiro. Um grande expoente do romantismo brasileiro e da tradição literária conhecida como "indianismo", é famoso por ter escrito o poema "Canção do Exílio" — um dos poemas mais conhecidos da literatura brasileira —, o curto poema épico I-Juca-Pirama e de muitos outros poemas nacionalistas e patrióticos que viria a dar-lhe o título de poeta nacional do Brasil. Foi um ávido pesquisador das línguas indígenas brasileiras e do folclore.
Gonçalves Dias 
sim 
— 
Olympia Cariolana da Costa 
Gonçalves Dias .png 
Shakespeare, Schiller, Chateaubriand, Montaigne, Rousseau, Alexandre Herculano, Lamartine, Cooper, Victor Hugo, Santa Rita Durão, Basílio da Gama Virgílio e Homero. 
Canção do Exílio, I-Juca-Pirama, Ainda uma vez - adeus, Os Timbiras. 
brasileiro 
Gonçalves Dias 
xsd:integer 20 
Antônio Gonçalves Dias (Caxias, 10 de agosto de 1823 — Guimarães, 3 de novembro de 1864) foi um poeta, advogado, jornalista, etnógrafo e teatrólogo brasileiro. Um grande expoente do romantismo brasileiro e da tradição literária conhecida como "indianismo", é famoso por ter escrito o poema "Canção do Exílio" — um dos poemas mais conhecidos da literatura brasileira —, o curto poema épico I-Juca-Pirama e de muitos outros poemas nacionalistas e patrióticos que viria a dar-lhe o título de poeta nacional do Brasil. Foi um ávido pesquisador das línguas indígenas brasileiras e do folclore. É o patrono da cadeira 15 da Academia Brasileira de Letras. 
xsd:nonNegativeInteger 177 
xsd:integer 8943 
xsd:nonNegativeInteger 30701 
xsd:integer 44722676 

data from the linked data cloud