God Save the Queen

http://pt.dbpedia.org/resource/God_Save_the_Queen

"God Save the Queen" (alternativamente "God Save the King") é um hino usado em certos países dos Reinos da Comunidade de Nações, territórios e depêndencias da coroa britânica. As palavras e título são adaptados para o gênero do atual monarca do Reino Unido, por exemplo, a substituição de "Rainha" (Queen) com "Rei" (King), "ela" (She) com "ele" (Him), e assim por diante, quando um rei reina. O autor da música é desconhecido, mas uma atribuição de 1619 é feita à John Bull como autor da canção.
God Save the Queen 
Desconhecido 
John Bull 
Rainha Isabel II do Reino Unido 
God Save The Queen .jpg 
xsd:integer 250 
xsd:integer 25 
Territórios 
Estados independentes 
Государственный гимн Великобритании.ogg 
God Save the Queen 
God Save the Queen 
"God Save the Queen" (alternativamente "God Save the King") é um hino usado em certos países dos Reinos da Comunidade de Nações, territórios e depêndencias da coroa britânica. As palavras e título são adaptados para o gênero do atual monarca do Reino Unido, por exemplo, a substituição de "Rainha" (Queen) com "Rei" (King), "ela" (She) com "ele" (Him), e assim por diante, quando um rei reina. O autor da música é desconhecido, mas uma atribuição de 1619 é feita à John Bull como autor da canção. God Save the Queen é o hino nacional de facto britânico e tem esse papel em alguns territórios britânicos ultramarinos. É um dos dois hinos nacionais da Nova Zelândia (desde 1977) e de vários territórios da Grã-Bretanha que têm o seu próprio hino local adicional. É o hino real da Austrália (desde 1984), Canadá (desde 1980), Barbados, Jamaica, e Tuvalu. Nos países não previamente parte do Império Britânico, o som de "God Save the Queen" forneceu a base para várias canções patrióticas, embora ainda geralmente ligadas com a cerimônia real. Nos Estados Unidos, a música é utilizada como base da patriótica "My Country, 'Tis of Thee." Além de seu primeiro verso, que é consistente, há muitas versões históricos existentes; desde a sua primeira publicação, versos diferentes foram adicionados e subtraídos e, ainda hoje, diversas publicações incluem várias seleções de versos em várias ordens diferentes. Em geral, apenas um verso é cantado. Às vezes dois versos são cantados; e em raras ocasiões, três. O soberano e sua consorte são saudados com o hino inteiro, enquanto que os outros membros da família real que têm direito à Saudação Real (como o Príncipe de Gales) recebem apenas os primeiros seis versos. As primeiras seis linhas também fazem parte da saudação ao Vice-rei em alguns reinos da comunidade fora do Reino Unido (por exemplo, no Canadá, em que os governadores gerais e governadores tenentes em eventos oficiais são saudados com os primeiros seis versos de "God Save the Queen" seguindo os quatro primeiros e últimos quatro versos de "O Canada"), bem como a saudação dada aos governadores de territórios britânicos ultramarinos. 
xsd:integer 13999 
xsd:integer 44129791 
xsd:nonNegativeInteger 204 
xsd:nonNegativeInteger 65726 

data from the linked data cloud