Gigantopithecus

http://pt.dbpedia.org/resource/Gigantopithecus an entity of type: Thing

Gigantopithecus (do grego gigas = gigante "γίγας", e pithecus = macaco "πίθηκος") é um gênero extinto de primata, que viveu no Pleistoceno - aproximadamente entre 5 milhões e 100 mil anos atrás - na China, Índia e no Vietnã, habitando o mesmo lugar e em épocas similares à dos primeiros hominídeos, como, por exemplo, o Homo erectus. Os fósseis encontrados sugerem que o Gigantopithecus foi a maior espécie de primata que já viveu. Ele era provavelmente quadrúpede e herbívoro, sendo o bambu o alimento principal em sua dieta, que era suprida com frutas - embora alguns paleantropólogos afirmem tratar-se de um onívoro.
Gigantopithecus 
Gigantopithecus blacki 
lightgrey 
Gigantopithecus 
Gigantopithecus blacki mandible 010112.jpg 
Mandíbula de um Gigantopithecus. 
Gigantopithecus 
* Gigantopithecus blacki * Gigantopithecus bilaspurensis * Gigantopithecus giganteus 
Espécies 
lightgrey 
Gigantopithecus (do grego gigas = gigante "γίγας", e pithecus = macaco "πίθηκος") é um gênero extinto de primata, que viveu no Pleistoceno - aproximadamente entre 5 milhões e 100 mil anos atrás - na China, Índia e no Vietnã, habitando o mesmo lugar e em épocas similares à dos primeiros hominídeos, como, por exemplo, o Homo erectus. Os fósseis encontrados sugerem que o Gigantopithecus foi a maior espécie de primata que já viveu. Ele era provavelmente quadrúpede e herbívoro, sendo o bambu o alimento principal em sua dieta, que era suprida com frutas - embora alguns paleantropólogos afirmem tratar-se de um onívoro. A razão pela qual o Gigantopithecus foi extinto ainda é controversa. Alguns pesquisadores acreditam que sua extinção se deve às mudanças climáticas ocorridas no seu habitat; outros apontam, entre outras razões, a competição de espécies mais adaptadas ao mesmo ambiente em que o Gigantopithecus vivia. Gigantopithecus era um animal herbívoro que vivia em florestas. Na medida em que a idade de gelo avançava, as florestas que o primata habitava encolhiam, prejudicando a sua alimentação. Já na era do Pleistoceno, não haviam alimentos suficientes para o Gigantopithecus. Pesquisas paleoantropológicas realizadas nos diversos dentes encontrados em um sítio na caverna de Liuzhou na China e em alguns encontrados em sítios no Vietnã sugerem que o Gigantopithecus habitou quase toda região leste da Ásia. Uma espécie diferente, o Gigantopithecus giganteus, também foi encontrada ao norte da índia. Com base nos fósseis encontrados - inicialmente molares de aproximadamente 2,5 centímetros (recuperados em lojas tradicionais de medicina chinesa), sabe-se que o Gigantopithecus tinha mais ou menos 3 metros de altura e pesava algo entre 300 e 500 kg - sendo de duas a três vezes maior do que os atuais gorilas. 
xsd:nonNegativeInteger 26 
Gigantopithecus 
xsd:integer 830976 
xsd:nonNegativeInteger 5201 
xsd:integer 44443164 

data from the linked data cloud