Fuzil

http://pt.dbpedia.org/resource/Fuzil an entity of type: Concept

Fuzil é a designação usada para armas de fogo portáteis, de cano longo (maior que 48 cm). Podem ser de repetição, semi-automáticos ou totalmente automáticos. Também podem ser usados os termos "rifle" ou "refle", palavras tomadas da língua inglesa.A denominação "fuzil" tem origem no nome da peça metálica das antigas espingardas de pederneira que, percutida pelo silex (pederneira), produzia a faísca que originava a deflagração, produzindo o disparo do projétil. A palavra "fuzil" acabou por ser utilizada para designar, não apenas a peça metálica, mas toda a arma em si.
Fuzil 
Fuzil é a designação usada para armas de fogo portáteis, de cano longo (maior que 48 cm). Podem ser de repetição, semi-automáticos ou totalmente automáticos. Também podem ser usados os termos "rifle" ou "refle", palavras tomadas da língua inglesa. A denominação "fuzil" tem origem no nome da peça metálica das antigas espingardas de pederneira que, percutida pelo silex (pederneira), produzia a faísca que originava a deflagração, produzindo o disparo do projétil. A palavra "fuzil" acabou por ser utilizada para designar, não apenas a peça metálica, mas toda a arma em si. O termo nunca foi muito utilizado na língua portuguesa se não no meio militar, sendo no meio civil usada preferencialmente a designação "espingarda", o que é errado. Contudo, no final do século XIX, no Brasil, em virtude da influência militar francesa neste país, o termo começou a ser usado para designar as armas longas de cano de alma raiada. Já em Portugal, o termo "fuzil" continuou a ser raramente utilizado. A diferença entre "fuzil" e "carabina" é apenas o tamanho do cano, tendo a "carabina" cano menor que 48cm. Tanto o "fuzil" quanto a "carabina" tem o cano com alma raiada, sendo por definição "espingarda" a arma de fogo de cano longo com alma lisa. O rifle Brasileiro tem como arma padrão FN FAL, o qual está a ser gradativamente substituído pelo IMBEL IA-2 (semelhante ao FN SCAR) no Exército Brasileiro e na Marinha do Brasil (e também o Heckler & Koch HK33 na Força Aérea Brasileira e o Colt M-16A2 no Corpo de Fuzileiros Navais). O fuzil americano M16 foi usado como padrão pelo exercito estadunidense durante Guerra Fria e na guerra do Vietname, e ele competia com o AK-47 russo, desenvolvido por Mikhail Kalashnikov. O AK-47 e seus derivados estão presentes pelo mundo em quantidades abundantes dadas as suas qualidades: rusticidade, confiabilidade e baixo custo; outro fator contribui decisivamente para a facilidade de obtenção desse fuzil foi sua distribuição pela extinta União Soviética, de onde é originário, para os mais diversos movimentos de matiz socialista durante a Guerra Fria e, ainda, as variantes produzidas em variados graus de qualidade por diversos outros países, como China, Romênia, Sérvia e mesmo, mais recentemente, Estados Unidos. É interessante notar que tais derivados não são necessariamente cópias produzidas sob licença, o que contribui ainda mais para disponibilidade praticamente universal desse fuzil, usado desde exércitos regulares, forças rebeldes das mais variadas, terroristas a organizações criminosas. 
xsd:nonNegativeInteger 52 
xsd:integer 55691 
xsd:nonNegativeInteger 10313 
xsd:integer 44954480 

data from the linked data cloud