Futebol na Itália

http://pt.dbpedia.org/resource/Futebol_na_Itália

O futebol em Itália é um dos mais poderosos e tradicionais do mundo, partindo do ponto que a Squadra Azzurra, como é conhecida a seleção, venceu quatro vezes o Campeonato do Mundo.O campeonato italiano também é um dos poucos campeonatos europeus que possui várias equipas de primeiro escalão. No caso, algumas delas são: Internazionale e Milan da cidade de Milão, Roma, Lazio de Roma, Napoli de Nápoles e Juventus de Turim, entre outros.e do Torino nos anos 40. O seu filho, Sandro Mazzola, também teve destaque, nos anos 60 (pela selecção e pelo Inter).
Futebol na Itália 
O futebol em Itália é um dos mais poderosos e tradicionais do mundo, partindo do ponto que a Squadra Azzurra, como é conhecida a seleção, venceu quatro vezes o Campeonato do Mundo. O campeonato italiano também é um dos poucos campeonatos europeus que possui várias equipas de primeiro escalão. No caso, algumas delas são: Internazionale e Milan da cidade de Milão, Roma, Lazio de Roma, Napoli de Nápoles e Juventus de Turim, entre outros. Os media italianos cobrem intensamente o campeonato e a selecção, e o povo é bastante ligado à modalidade, sendo grandes admiradores deste. Lá, como no Brasil, também ocorrem com frequência escândalos envolvendo jogadores e a arbitragem, e como consequência, viradas de mesa, como as ocorridas recentemente envolvendo Milan, Lazio, Fiorentina e Juventus, esta considerada a maior beneficiada no escândalo. Historicamente, os seus grandes jogadores são: Giuseppe Meazza, Silvio Piola, Luigi Riva, Gianni Rivera, Franco Baresi, Bruno Conti, Marco Tardelli, Gaetano Scirea, Dino Zoff, Roberto Baggio e Paolo Rossi, entre outros. Atualmente, os grandes jogadores italianos são: Gennaro Gattuso, Francesco Totti, Fabio Cannavaro (eleito melhor jogador do mundo em 2006), Luca Toni, Alessandro Del Piero, Andrea Pirlo (para muitos, melhor meio campo da história do futebol mundial) e o guarda-redes Gianluigi Buffon. O ítalo-brasileiro José João Altafini, actuou no Campeonato do Mundo de 1958 vestindo a camisola da selecção brasileira, mas por ser filho de italianos, naturalizou-se italiano, e como na época a regra permitia actuar por mais de uma selecção na carreira, jogou no Campeonato do Mundo de 1962 pela Itália. Foi o terceiro maior artilheiro da história da Série A, com 216 golos, ao lado de Giuseppe Meazza. Altafini é conhecido como "Mazzola" entre os brasileiros, devido à sua semelhança física com Valentino Mazzola, outro craque da Azzuurra e do Torino nos anos 40. O seu filho, Sandro Mazzola, também teve destaque, nos anos 60 (pela selecção e pelo Inter). Outros ítalo-brasileiros que jogaram pela Itália são Anfilogino Guarisi, Filó (campeão do mundo em 1934); e Dino da Costa e Angelo Sormani, nos anos 50 e 60. Os filhos de italianos pelo mundo, os chamados oriundi, foram amplamente utilizados pela selecção até aos anos 60, principalmente os nascidos na Argentina, onde há uma grande comunidade italiana. Luis Monti disputou a final do Campeonato do Mundo de 1930 pelo seu país natal e a final de 1934 pela Itália, sendo o único a disputar duas finais do Campeonato do Mundo por dois países diferentes. Enrique Guaita, Raimundo Orsi, Humberto Maschio e Omar Sívori são outros argentinos que disputaram Campeonatos do Mundo pela Azzurra. Os uruguaios também marcaram presença: Michele Andreolo foi campeão mundial em 1938 e os dois carrascos do Brasil no Campeonato do Mundo de 1950, Juan Schiaffino e Alcides Ghiggia, também vestiram a camisola da Itália, no final dos anos 50. No Mundial de 2006, a equipa recrutou outro argentino, Mauro Camoranesi, e um nascido na Inglaterra, Simone Perrotta. 
xsd:nonNegativeInteger 134 
xsd:integer 798778 
xsd:nonNegativeInteger 11364 
xsd:integer 43681898 

data from the linked data cloud