Furacão Ioke

http://pt.dbpedia.org/resource/Furacão_Ioke

O furacão Ioke (também tufão Ioke, designação internacional: 0612, designação do JTWC: 01C, e às vezes chamado de super tufão Ioke) foi o ciclone tropical mais intenso já observado na bacia do Oceano Pacífico central. Sendo o primeiro sistema tropical a se formar no Pacífico centro-norte da temporada de furacões no Pacífico de 2006, Ioke um ciclone tropical de longa duração e extremamente poderoso que quebrou vários recordes. Ioke deslocou-se sobre o Oceano Pacífico por 19 dias, alcançando a força equivalente a um furacão de categoria 5 na escala de furacões de Saffir-Simpson em três ocasiões.
Furacão Ioke 
Categoria 5 
xsd:integer 20 
Hurricane Ioke, MODIS image on August 24, 2006, 2155 UTC.jpg 
$90 milhões de dólares 
Furacão/Tufão Ioke 
tufão 
O furacão Ioke em 24 de Agosto de 2006 
xsd:integer 12 
Nenhuma 
$88 milhões de dólares 
xsd:integer 915 
xsd:integer 110  140 
Atol de Johnston, Ilha Wake, Minamitorishima e sul da Alasca. 
Temporada de furacões no Pacífico de 2006 
O furacão Ioke (também tufão Ioke, designação internacional: 0612, designação do JTWC: 01C, e às vezes chamado de super tufão Ioke) foi o ciclone tropical mais intenso já observado na bacia do Oceano Pacífico central. Sendo o primeiro sistema tropical a se formar no Pacífico centro-norte da temporada de furacões no Pacífico de 2006, Ioke um ciclone tropical de longa duração e extremamente poderoso que quebrou vários recordes. Ioke deslocou-se sobre o Oceano Pacífico por 19 dias, alcançando a força equivalente a um furacão de categoria 5 na escala de furacões de Saffir-Simpson em três ocasiões. O ciclone formou-se da zona de convergência intertropical em 20 de Agosto de 2006 a uma distância considerável do sul do Havaí. Encontrando águas quentes, fracos ventos de cisalhamento e fluxo externo bem definido, Ioke intensificou-se de uma depressão tropical a um furacão de categoria 4 em apenas 48 horas. No final de 22 de Agosto, o furacão enfraqueceu-se rapidamente para um furacão de categoria 2 antes de passar sobre o Atol de Johnston. Dois dias depois, o furacão encontrou condições favoráveis que permitiram a rápida intensificação e Ioke alcançou a força equivalente a um furacão de categoria 5 em 25 de Agosto antes de cruzar a Linha Internacional de Data. Assim que continuava a seguir para oeste, a intensidade de Ioke flutuou e em 31 de Agosto, o sistema passou perto da Ilha Wake com ventos constantes de 250 km/h (155 mph). Ioke enfraqueceu-se gradualmente assim que começou a seguir por uma trajetória para noroeste e norte e em 6 de Setembro, o sistema tornou-se um ciclone extratropical. Os remanescentes de Ioke começaram a seguir mais velozmente para nordeste e por último, passou sobre o Alasca. Ioke não afetou nenhuma área permanentemente povoada nas bacias do Pacífico centro-norte ou noroeste como um furacão ou a um tufão. Um grupo de 12 pessoas teve que permanecer num abrigo à prova de furacões no Atol de Johnston; o grupo estimou que os ventos alcançaram mais de 160 km/h, que derrubaram várias árvores no atol, mas não afetou a população de pássaros da ilha. O furacão deixou danos moderados na Ilha Wake, que totalizou cerca de $88 milhões de dólares (valores em 2006), que incluem destelhamentos e danos a construções, embora a infra-estrutura da ilha permaneceu intacta; todos os militares tiveram que abandonar a ilha. Depois, os remanescentes extratropicais de Ioke produziram uma maré ciclônica severa ao longo da costa do Alasca, causando ressacas. 
xsd:nonNegativeInteger 171 
xsd:integer 1552095 
xsd:nonNegativeInteger 30730 
xsd:integer 43467275 

data from the linked data cloud