Frederick Soddy

http://pt.dbpedia.org/resource/Frederick_Soddy an entity of type: Thing

Frederick Soddy (Eastbourne, 2 de setembro de 1877 — Brighton, 22 de setembro de 1956) foi um químico inglês.Estudou no Colégio Universitário do País de Gales e no Colégio Merton da Universidade de Oxford. Trabalhou como pesquisador em Oxford de 1898 a 1900.Estas investigações permitiram a descoberta do elemento radiativo chamado protactínio, trabalho realizado independentemente por Soddy na Inglaterra e Otto Hahn e Lise Meitner na Alemanha.Recebeu o Nobel de Química de 1921, por suas notáveis contribuições para o conhecimento das substâncias radioactivas.
Frederick Soddy 
xsd:integer 1921 
Frederick Soddy.jpg 
Britânico 
Frederick Soddy 
xsd:integer 20 
sim 
xsd:integer 180 
Frederick Soddy (Eastbourne, 2 de setembro de 1877 — Brighton, 22 de setembro de 1956) foi um químico inglês. Estudou no Colégio Universitário do País de Gales e no Colégio Merton da Universidade de Oxford. Trabalhou como pesquisador em Oxford de 1898 a 1900. Entre 1900 e 1902 ensinou química na Universidade McGill de Montreal, onde trabalhou com Ernest Rutherford em radioatividade. Rutherford e ele se deram conta de que o comportamento anômalo dos elementos radiativos era devido ao fato de que se transformavam em outros elementos, e que produzem radiações alfa, beta e gama. Em 1903, com Sir William Ramsay, Soddy verificou que a desintegração do rádio produzia hélio. De 1904 a 1914 foi professor na Universidade de Glasgow e foi nesta instituição que demonstrou que o urânio se transformava em rádio. Foi ali também onde demonstrou que os elementos radiativos podem possuir mais de um peso atômico, apesar de possuírem propriedades químicas idênticas: isto o levou ao conceito de isótopos. Soddy demonstrou mais tarde que também os elementos não radiativos podem apresentar múltiplos isótopos. Demonstrou também que num átomo diminui o peso atômico quando emite partículas alfa e aumenta o peso atômico quando emite raios beta. Este foi um passo importante para o conhecimento da relação entre as famílias de elementos radiativos. Estas investigações permitiram a descoberta do elemento radiativo chamado protactínio, trabalho realizado independentemente por Soddy na Inglaterra e Otto Hahn e Lise Meitner na Alemanha. De 1914 a 1919 foi professor na Universidade de Aberdeen, onde realizou pesquisas relacionadas com a Primeira Guerra Mundial. Em 1919 se transferiu-se para a Universidade de Oxford, onde permaneceu até 1936, desempenhando a cátedra Lee de química e reorganizou o laboratório. Recebeu o Nobel de Química de 1921, por suas notáveis contribuições para o conhecimento das substâncias radioactivas. Se interessou também pela tecnocracia e os movimentos sociais, que refletiu no seu livro "Money versus Man" (1933). Escreveu também "The Interpretation of Radium" (1922), "The Story of Atomic Energy" (1949) e "Atomic Transmutation" (1953). 
xsd:nonNegativeInteger 49 
Frederick Soddy 
xsd:integer 57909 
xsd:nonNegativeInteger 4432 
xsd:integer 44476778 

data from the linked data cloud