Floribella (telenovela brasileira)

http://pt.dbpedia.org/resource/Floribella_(telenovela_brasileira) an entity of type: Thing

Floribella é uma telenovela brasileira produzida pela Bandeirantes e as empresas televisivas Cris Morena Group e RGB Entertainment, cuja exibição ocorreu entre 4 de abril de 2005 e 12 de agosto de 2006 em 344 capítulos, sob duas temporadas. Escrita por Patrícia Moretzsohn e Jaqueline Vargas, é inspirada na telenovela argentina Floricienta, de Cris Morena. Sem produzir folhetins desde 1998, quando exibiu Meu Pé de Laranja Lima, a Band, baseada no sucesso da novela argentina e de regravações brasileiras como Chiquititas, e com o objetivo de oferecer uma opção ao público infanto-juvenil no horário nobre, anunciou a concepção de Floribella, que ocorreu entre 2004 e 2005, quando sua primeira temporada foi ao ar. Como ocorreu com o texto argentino, a estação televisiva deu início a uma nova temp
Floribella (telenovela brasileira) 
"Floribella" 
"É pra você meu coração" 
por Juliana Silveira 
right 
Floribella por Juliana Silveira.ogg 
Jaqueline Vargas 
"Floribella", canção-título, foi utilizada na abertura da primeira temporada da telenovela. Sua letra é inspirada na de "Floricienta", original espanhol. 
Sacha 
Elizabetta Zenatti 
Telenovela 
Floribella Brasil.jpg 
direita 
"Foi algo que, realmente, me pegou de surpresa. Quando a audiência começou a subir, as crianças começaram a me reconhecer na rua, os produtos começaram a vender. Fiquei pasma [...] Você cansa, mas vicia mesmo, porque trabalhar para criança é muito, mas muito prazeroso. 
—Juliana Silveira sobre a audiência da telenovela e o público infantil. 
xsd:integer
Floribella 
"Floribella" 
<perCent> 30.0 
xsd:integer
xsd:integer 480 
João Vítor 
Gabriel Lasmar 
Rede Bandeirantes 
xsd:integer 344 
xsd:nonNegativeInteger 344 
xsd:nonNegativeInteger
"Floribella" e "É pra você meu coração" 
Floribella é uma telenovela brasileira produzida pela Bandeirantes e as empresas televisivas Cris Morena Group e RGB Entertainment, cuja exibição ocorreu entre 4 de abril de 2005 e 12 de agosto de 2006 em 344 capítulos, sob duas temporadas. Escrita por Patrícia Moretzsohn e Jaqueline Vargas, é inspirada na telenovela argentina Floricienta, de Cris Morena. Sem produzir folhetins desde 1998, quando exibiu Meu Pé de Laranja Lima, a Band, baseada no sucesso da novela argentina e de regravações brasileiras como Chiquititas, e com o objetivo de oferecer uma opção ao público infanto-juvenil no horário nobre, anunciou a concepção de Floribella, que ocorreu entre 2004 e 2005, quando sua primeira temporada foi ao ar. Como ocorreu com o texto argentino, a estação televisiva deu início a uma nova temporada em 2006. Juliana Silveira interpretou a personagem principal, Maria Flor, numa trama que narra o cotidiano da casa dos Fritzenwalden, onde Flor é babá. Na versão original, a personagem principal foi vivida por Florencia Bertotti. Maria Carolina Ribeiro e Suzy Rêgo representaram as antagonistas Delfina e Malva, respectivamente. Durante a primeira temporada, Roger Gobeth foi Fred, par romântico da protagonista; na segunda temporada, esse papel recaiu à Mário Frias, intérprete de Conde Máximo. Vic Amor Militello, Gabriel Lasmar, Isabella Cunha, Bruno Miguel, Letícia Colin, Zezé Motta, Mariah Rocha, João Vítor, Johnny Massaro e Gustavo Leão interpretaram os demais papéis principais da história. Juliana Silveira interpretou os temas de abertura da telenovela, "Floribella", presente no álbum homônimo, o primeiro da telenovela e que foi certificado disco de platina; e "É pra você meu coração", presente em Floribella 2: É pra você meu coração, que conquistou disco de ouro. A Associação Brasileira dos Produtores de Discos (ABPD) foi a responsável pelas condecorações. Foram lançados ainda 2 DVD, sendo que um deles também ficou entre os mais vendidos de 2005 na 18.ª posição e recebeu disco de ouro. Profundamente inspirada pelas obras Cinderela e The Sound of Music, seus temas incluem orfandade e sua personagem principal foi composta como uma "Cinderela dos anos 2000", onde troca o sapato de cristal da história original por um tênis. Tendo o público mais jovem como alvo e tida como a maior aposta da emissora, Floribella foi exibida em uma época em que diversos canais lançavam produções ousadas, com uma meta de 5 pontos. No geral, a trama oscilou uma média de 4 pontos, o dobro da última produção novelística do canal, e foi avaliada diferentemente pelos críticos. Periodistas do Jornal do Brasil chegaram a compará-la à Malhação. Thomas Villena comentou que os cenários eram pobres e o roteiro era infantil e banal, opinião partilhada por Esther Hamburger da Folha de S. Paulo. No entanto, outros jornalistas revisaram-na positivamente: Ricardo Valladares da Veja expôs a qualidade da teledramaturgia brasileira fora da Rede Globo, e Jorge Brasil da Contigo! expressou a forma natural como os vídeos musicais eram incluídos na trama. Floribella foi indicada a dez categorias do 8º Prêmio Contigo! de TV, mas não conquistou nenhuma condecoração. 
xsd:nonNegativeInteger 226 
Floribella 
xsd:integer 180871 
xsd:nonNegativeInteger 64479 
xsd:integer 44193391 

data from the linked data cloud