Fernando Pessoa

http://pt.dbpedia.org/resource/Fernando_Pessoa an entity of type: Thing

Fernando António Nogueira Pessoa (Lisboa, 13 de junho de 1888 — Lisboa, 30 de novembro de 1935), foi um poeta, escritor, astrólogo, crítico e tradutor português.Fernando Pessoa é o mais universal poeta português. Por ter sido educado na África do Sul, numa escola católica irlandesa, chegou a ter maior familiaridade com o idioma inglês do que com o português ao escrever os seus primeiros poemas nesse idioma. O crítico literário Harold Bloom considerou Pessoa como "Whitman renascido", e o incluiu no seu cânone entre os 26 melhores escritores da civilização ocidental, não apenas da literatura portuguesa mas também da inglesa.
Fernando Pessoa 
xsd:integer 200 
xsd:integer 118740113 
xsd:integer 2162310 
n/50/16857 
Fernando Pessoa em 1914 
Lisboa, 
Lisboa, border|25px Reino de Portugal 
Fernando Pessoa 
Maria Madalena Pinheiro Nogueira Pessoa 
Joaquim de Seabra Pessoa 
Poeta, escritor e tradutor 
Alberto Caeiro, Álvaro de Campos, Ricardo Reis, Bernardo Soares, etc. 
Mensagem, Livro do Desassossego 
Correspondente comercial e tradutor 
Queen Victoria Prize , Prémio Antero de Quental 
xsd:integer 95155847 
Fernando António Nogueira Pessoa (Lisboa, 13 de junho de 1888 — Lisboa, 30 de novembro de 1935), foi um poeta, escritor, astrólogo, crítico e tradutor português. Fernando Pessoa é o mais universal poeta português. Por ter sido educado na África do Sul, numa escola católica irlandesa, chegou a ter maior familiaridade com o idioma inglês do que com o português ao escrever os seus primeiros poemas nesse idioma. O crítico literário Harold Bloom considerou Pessoa como "Whitman renascido", e o incluiu no seu cânone entre os 26 melhores escritores da civilização ocidental, não apenas da literatura portuguesa mas também da inglesa. Das quatro obras que publicou em vida, três são na língua inglesa. Fernando Pessoa traduziu várias obras em inglês (e.g., de Shakespeare e Edgar Poe) para o português, e obras portuguesas (nomeadamente de António Botto e Almada Negreiros) para o inglês. Enquanto poeta, escreveu sobre múltiplas personalidades – heterónimos, como Ricardo Reis, Álvaro de Campos e Alberto Caeiro –, sendo estes últimos objeto da maior parte dos estudos sobre a sua vida e obra. Robert Hass, poeta americano, diz: "outros modernistas como Yeats, Pound, Elliot inventaram máscaras pelas quais falavam ocasionalmente... Pessoa inventava poetas inteiros." 
xsd:nonNegativeInteger 297 
xsd:integer 6894 
xsd:nonNegativeInteger 43303 
xsd:integer 44733863 

data from the linked data cloud