Esporte Clube Bahia

http://pt.dbpedia.org/resource/Esporte_Clube_Bahia an entity of type: Thing

O Esporte Clube Bahia (conhecido como Bahia e cujo acrônimo é ECB) é um clube desportivo brasileiro de futebol da cidade de Salvador, na Bahia. Foi fundado em 1º de janeiro de 1931 por ex-jogadores do Clube Bahiano de Tênis e a Associação Atlética da Bahia, agremiações que tinham encerrado suas atividades futebolísticas no final da década de 1920.Foi cofundador do Clube dos 13 (em 1987), que reunia as treze agremiações mais importantes do futebol brasileiro e que representavam 95% dos torcedores brasileiros na época.
Esporte Clube Bahia 
Nina 
Eddy 
Fábio 
Zeca 
Maxi Biancucchi 
Luisinho 
Hernane 
Edigar Junio 
Brenda Ribas 
Cristiano 15px|Prata da casa 
Evelyn Lorena 
Hugo Freitas 
Jacó 15px|Prata da casa 
Jucianyra 
Kaynan 
Letícia Belloni 
Mario 15px|Prata da casa 
Rodrigo Rodrigues 
Samira Stier 
Zé Roberto 15px|Prata da casa 
Ítala Roberta 
right 
xsd:integer
xsd:integer 22 
xsd:integer 4488 
xsd:integer 666666 
FF0000 
FFFFFF 
FF5F00 
xsd:integer 43079 
xsd:integer 666666 
FF0000 
FFFFFF 
xsd:integer 43079 
xsd:integer 666666 
FF0000 
FFFFFF 
xsd:integer
xsd:integer 22 
xsd:integer 28 
xsd:integer 666666 
FFFFFF 
xsd:integer 32157 
Vareta é o oitavo maior artilheiro da história do Bahia. É, ainda, o maior artilheiro da história em um único Ba-Vi, 5 gols, no jogo Bahia 10 x 1 Vitória, dia 8 de dezembro de 1939, Campo da Graça. 
Carlito, cujo epíteto era "O Matador", é o maior artilheiro da história do Esporte Clube Bahia com 253 gols. Atuou pelo Esquadrão de Aço, seu único clube na carreira, durante os anos 1946 a 1959. É ainda o maior artilheiro do clube em Ba-Vis com 21 gols. 
red 
#0000CD 
white 
xsd:integer 22 
xsd:integer 666666 
FFFFFF 
horizontal 
Série B 
Primeira Divisão 
center 
Bella 
Igor 
Marcelo Lomba 
Douglas Pires 
Isael 
Jeanzinho 15px|Prata da casa 
Thaís 
Yasmim 
center 
Carlitomatador.jpg 
VaretaECB.jpg 
xsd:integer 120 
Escudo do Bahia.png 
Cicinho 
Flávio 
Tinga 
Felipinho 
Ana Kelly 
Hayner 15px|Prata da casa 
Raquel Beatriz 
Moisés 
Carolina 
João Paulo 
Juninho 
Luana 
João Paulo Gomes 
Mattehus Silva 
xsd:integer
xsd:integer 4488 
xsd:integer 666666 
FF0000 
FFFFFF 
FF5F00 
xsd:integer 22 
Copa do Brasil 
Campeonato Baiano 
Campeonato Brasileiro 
xsd:integer 20 
Amélia 
Cadu 
Rômulo 15px|Prata da casa 
Adriane Formiga 
Andrei 
Julya Adriele 
Kaylane 
Luigi 
Mayron 
Rose Laine 
Daniel Conceição 
Penalty 
xsd:integer 43079 
xsd:integer 666666 
FF0000 
FFFFFF 
padrão 
Esporte Clube Bahia 
sim 
não 
nao 
xsd:integer 99 
Unimed 
TIM 
Brahma 
Caixa 
MRV Engenharia 
OSID 
Canaã Alimentos 
Guaramix 
_arsenal1112h 
_bahia15t 
_bahia16a 
_bahia16h 
_bluehorizontal 
_bahia15t 
_bahia16a 
_bahia16h 
_bahia15t 
_bahia16a 
_bahia16h 
_bahia15t 
_colchester0809h 
_bahia16a 
_bahia16h 
Igor Morena 
xsd:integer
xsd:integer
xsd:integer
xsd:integer 18 
A definir 
A disputar 
Campeão 
Em disputa 
Vice-Campeão 
''Vice-Campeão 
A disputa'' 
Oitavas'' 
Marcelo Sant'Ana 
xsd:integer 18 
xsd:integer
xsd:integer 4488 
xsd:integer 666666 
FF0000 
FFFFFF 
FF5F00 
xsd:integer
xsd:integer 22 
xsd:integer 88 
xsd:integer 4488 
xsd:integer 666666 
FFFFFF 
FF5F00 
_bahia1314a 
_bahia1314h 
_bahia14t 
_bahia15t 
_bahia16a 
_bahia16h 
_bahia1314a 
_bahia1314h 
_bahia14t 
_bahia15t 
_bahia16a 
_bahia16h 
_bahia1314a 
_bahia1314h 
_bahia14t 
_bahia15t 
_bahia16a 
_bahia16h 
_bahia15t 
_bahia14t 
_bahia16a 
_bahia16h 
xsd:integer
xsd:integer 88 
xsd:integer 4488 
xsd:integer 666666 
FF0000 
FFFFFF 
FF5F00 
André Beijoca 
Haroldo Moreira 
Maurício Aguiar 
xsd:integer
Doriva 
André Beijoca 
Milena 
Sávio 
Wesley 
Juninho 
Paulo Roberto 
Danilo Pires 
Feijão 15px|Prata da casa 
Gustavo Blanco 15px|Prata da casa 
Iana Verônica 
Lucas Lucena 
Nenem 
Yuri 15px|Prata da casa 
Éder 15px|Prata da casa 
xsd:integer 120 
Bolívia 
Rodrigo 
Ariane 
Gustavo 
Marlon 
Everson 
Anne 
Lucas Fonseca 
Dedé 15px|Prata da casa 
Gabriel Santiago 
Gabriel Valongo 
Jamile 
Priscila 
Robson 15px|Prata da casa 
xsd:integer 2000 
xsd:integer 50025 
BBMP 
Bahêa 
Campeão dos Campeões 
Esquadrão de Aço 
Tricolor 
Tricolor Baiano 
Tricolor da Boa Terra 
Tricolor de Aço 
Bahia 
xsd:nonNegativeInteger 2000  32157  50025 
Tricolor 
Super-Homem 
BBMP 
Bahêa 
Campeão dos Campeões 
Esquadrão de Aço 
Tricolor 
Tricolor Baiano 
Tricolor da Boa Terra 
Tricolor de Aço 
xsd:integer 22 
A 2014 
B 2015 
B 2016 
BA 2013 
BA 2014 
BA 2015 
BA 2016 
CB 2014 
CB 2015 
CB 2016 
Tricolor 
O Esporte Clube Bahia (conhecido como Bahia e cujo acrônimo é ECB) é um clube desportivo brasileiro de futebol da cidade de Salvador, na Bahia. Foi fundado em 1º de janeiro de 1931 por ex-jogadores do Clube Bahiano de Tênis e a Associação Atlética da Bahia, agremiações que tinham encerrado suas atividades futebolísticas no final da década de 1920. Foi o primeiro clube a conquistar uma competição nacional, a Taça Brasil de 1959, contra o Santos, torneio criado para apontar o representante brasileiro na recém-criada Taça Libertadores da América. Portanto, o clube também foi o primeiro representante brasileiro a participar de uma edição da Libertadores, em 1960. Em 1988, o tricolor baiano conquistou seu segundo título brasileiro, desta vez derrotando o Internacional. Com tais títulos, o Bahia é o único clube fora do eixo Sul-Sudeste a deter dois títulos nacionais da principal divisão do futebol brasileiro. O clube ainda foi vice-campeão brasileiro duas vezes, em 1961 e 1963. Na sua participação na Libertadores de 1989 o Bahia alcançou as quartas de final, feito que nenhum outro clube do Norte-Nordeste alcançou até então. O clube também soma 2 Copas do Nordeste e 46 Campeonatos Baianos, sendo o segundo maior vencedor de torneios estaduais no Brasil, perdendo apenas para o ABC de Natal o qual soma 52 títulos. O Bahia por muito tempo conquistou a hegemonia do campeonato estadual, ao ponto de ter sido heptacampeão, de 1973 a 1979. Mas, apesar do currículo vitorioso, o Bahia amargou durante a década de 2000 um dos piores períodos de história. Além de conquistar somente um título estadual (em 2001), foi rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro em 2003 e para Série C em 2005. O clube retornou para a segunda divisão nacional em 2008 e a principal divisão em 2011. Foi cofundador do Clube dos 13 (em 1987), que reunia as treze agremiações mais importantes do futebol brasileiro e que representavam 95% dos torcedores brasileiros na época. Com pouco mais de 80 anos de existência, o Tricolor da Boa Terra tornou-se um dos clubes mais populares do estado e do Norte-Nordeste do país, detendo a maior torcida dentre os clubes da região. Na Bahia, cerca de 22% dos torcedores torcem pelo Bahia, contra 17% do rival Vitória. Tem como suas cores oficiais o azul, o branco e o vermelho, em homenagem a bandeira do seu estado de origem. Estado, inclusive, que é lembrado no nome do clube, nas cores, no escudo, na bandeira e, também, nas arquibancadas. O mascote tricolor é o Super-Homem, popular personagem da história em quadrinhos. O clube mandava seus jogos no Campo da Graça, até a inauguração da Fonte Nova, que em 2007 foi interditada, em 2010 demolida para reforma e, desde 2013, já como Arena Fonte Nova, é a casa do Tricolor de Aço. No período da ausência dela, o Bahia mandou seus jogos no Estádio de Pituaçu, casa que, na ausência da Arena, sempre abriga bem o tricolor, fato que confere a ele enorme simpatia da torcida, principalmente em 2010 que ficou marcado na vida do clube por simbolizar o retorno do clube ao cenário nacional após o rebaixamento em 2003. Seu maior rival é o Esporte Clube Vitória com quem protagoniza o clássico conhecido como Ba-Vi, clássico que o Bahia detém uma vantagem, seja em número de triunfos, seja em número de gols marcados, porém desde a década de 90, essa vantagem histórica foi drasticamente diminuída. Ainda assim, é um dos mais importantes do futebol brasileiro. Porém, o Bahia protagoniza clássicos históricos com outros clubes tradicionais de Salvador que já tiveram seus dias de glória, como o Galícia (o Clássico das Cores), com o Botafogo-BA (o Clássico do Pote), e o Ypiranga (o Clássico das Multidões). Regionalmente, há também muita rivalidade contra o Sport. De acordo com a empresa BDO RCS Auditores Independentes, a marca do clube é a décima quinta de maior valor no Brasil, ultrapassando os 55 milhões de reais, figurando como a maior do Nordeste. Em um novo levantamento feito em 2013, a marca do Bahia persistiu sendo a mais valiosa, estando, dessa vez, na casa dos 66 milhões. 
xsd:nonNegativeInteger 1985 
Bahia 
Esporte Clube Bahia 
xsd:integer 20244 
xsd:nonNegativeInteger 225256 
xsd:integer 44990278 

data from the linked data cloud