Envoltório nuclear

http://pt.dbpedia.org/resource/Envoltório_nuclear

O envoltório nuclear, também conhecido como invólucro nuclear, envelope nuclear, carioteca, cariomembrana ou membrana nuclear (este termo não é muito apropriado, pois é formado na verdade por duas membranas), é uma estrutura que envolve o núcleo das células eucarióticas, responsável por separar o conteúdo do núcleo celular (em particular o DNA) do citosol.É formada por dois folhetos ou membranas (constituídos por uma bicamada lipídica), um interno e um externo, com um espaço entre eles de 20 a 100 nm de espessura. O folheto externo é contínuo com o retículo endoplasmático rugoso.
Envoltório nuclear 
O envoltório nuclear, também conhecido como invólucro nuclear, envelope nuclear, carioteca, cariomembrana ou membrana nuclear (este termo não é muito apropriado, pois é formado na verdade por duas membranas), é uma estrutura que envolve o núcleo das células eucarióticas, responsável por separar o conteúdo do núcleo celular (em particular o DNA) do citosol.É formada por dois folhetos ou membranas (constituídos por uma bicamada lipídica), um interno e um externo, com um espaço entre eles de 20 a 100 nm de espessura. O folheto externo é contínuo com o retículo endoplasmático rugoso. No envoltório nuclear, estão presentes os chamados poros nucleares, que facilitam e regulam a troca de material (como proteínas e RNAm) entre o núcleo e o citoplasma. Esses poros nucleares são estruturas grandes e complexas, muito diferentes de outras estruturas relacionadas ao transporte transmembrânico, como canais iônicos e outros transportadores de membranas. No folheto interno do envoltório nuclear existem proteínas que se associam a uma rede de filamentos intermediários feito de lamina que por sua vez está ligada a cromatina. Esta estrutura, conhecida como lâmina nuclear, é responsável pela desorganização do envoltório nuclear durante a prófase e sua reorganização durante a telófase. Durante a mitose, ocorre a desintegração do envoltório nuclear, que se inicia no período da prófase e está completo no período da metáfase, quando os cromossomos começam a separar-se. Neste período, as proteínas laminares são fosforiladas e mantidas dentro de vesículas na forma de dímeros. Após a separação dos cromossomos, o envoltório nuclear é novamente formado nos núcleos resultantes, durante a telófase. 
xsd:nonNegativeInteger 31 
xsd:integer 5888 
xsd:nonNegativeInteger 2109 
xsd:integer 42576249 

data from the linked data cloud