Divine Intervention

http://pt.dbpedia.org/resource/Divine_Intervention an entity of type: Thing

Divine Intervention é o sexto álbum de estúdio da banda americana de thrash metal Slayer. Lançado 27 de Setembro de 1994, foi o primeiro álbum a contar com Paul Bostaph, substituindo o baterista original Dave Lombardo. Muitas cancões do disco foram inspiradas por programas de televisão. A produção do álbum tornou-se um desafio pra a gravadora, dificultando a sua divulgação devido ao conteúdo controverso das letras. O Slayer usou o álbum ao vivo Decade of Aggression para dá-los tempo de pensar em qual seria o estilo a abordar nesta gravação. Por ter sido lançado cerca de quatro anos após Seasons in the Abyss, o vocalista Tom Araya disse que tiveram mais tempo para produzi-lo do que os álbuns anteriores da banda. A capa foi pintada e desenhada por Wes Benscoter, que criou uma nova versão par
Divine Intervention 
DivineIntervention.jpg 
sim 
<second> 270.0  2188.0  218.0  184.0  237.0  333.0  247.0  292.0  110.0  151.0  156.0 
xsd:integer 27 
King 
Hanneman 
Hanneman, King 
Divine Intervention 
Slayer, Rick Rubin, Toby Wright 
Undisputed Attitude 
estúdio 
xsd:integer 213 
Divine Intervention 
Circle of Beliefs 
Dittohead 
Fictional Reality 
Killing Fields 
Mind Control 
SS-3 
Serenity in Murder 
Sex. Murder. Art. 
Decade of Aggression 
xsd:integer
xsd:integer 85 
favorável 
Allmusic 
Rolling Stone 
Metal Forces 
Entertainment Weekly 
Rock Hard 
The Deseret News 
sim 
xsd:integer 1994 
King 
Araya 
Hanneman 
Araya, Jeff Hanneman, King, Paul Bostaph 
Araya, King 
xsd:double 2188.0 
Divine Intervention 
Divine Intervention é o sexto álbum de estúdio da banda americana de thrash metal Slayer. Lançado 27 de Setembro de 1994, foi o primeiro álbum a contar com Paul Bostaph, substituindo o baterista original Dave Lombardo. Muitas cancões do disco foram inspiradas por programas de televisão. A produção do álbum tornou-se um desafio pra a gravadora, dificultando a sua divulgação devido ao conteúdo controverso das letras. O Slayer usou o álbum ao vivo Decade of Aggression para dá-los tempo de pensar em qual seria o estilo a abordar nesta gravação. Por ter sido lançado cerca de quatro anos após Seasons in the Abyss, o vocalista Tom Araya disse que tiveram mais tempo para produzi-lo do que os álbuns anteriores da banda. A capa foi pintada e desenhada por Wes Benscoter, que criou uma nova versão para o logotipo em forma de pentagrama do Slayer. Ainda que muito tempo tenha sido gastado na produção, Kerry King afirmou que a mixagem e masterização deveria ter sido melhor desenvolvida. A origem das canções não vem apenas da televisão, mas também foram inspiradas por várias outras coisas, incluindo Rush Limbaugh, o serial killer Jeffrey Dahmer, e a esposa de Araya. Araya concluiu que o álbum "saiu depois de quatro anos odiando a vida." Em 1998 o disco foi banido na Alemanha por causa das letras de "SS-3", "Circle of Beliefs", "Serenity in Murder", "213" e "Mind Control". Divine Intervention recebeu avaliações mistas da crítica, com o AllMusic dando três de cinco estrelas, e o The Deseret News dando uma nota positiva. O álbum vendeu 93.000 cópias na primeira semana. Chegou à posição oito na Billboard 200 e ao número 15 na UK Albums Chart. Recebeu certificação de Ouro nos Estados Unidos e no Canadá. Um extended play intitulado Serenity in Murder foi lançado pouco após o álbum. 
xsd:nonNegativeInteger 87 
Divine Intervention 
xsd:integer 1962599 
xsd:nonNegativeInteger 18930 
xsd:integer 44599295 
<minute> 36.46666666666667 

data from the linked data cloud