Designação de Bayer

http://pt.dbpedia.org/resource/Designação_de_Bayer

Muitas das estrelas mais brilhantes têm nomes de acordo com as designações de Bayer. Estas designações, que foram introduzidas por Johann Bayer no seu atlas estelar Uranometria (nomeado assim por causa de Urânia, a musa da astronomia da mitologia grega) em 1603, e consiste em uma letra do alfabeto grego seguida pelo genitivo da constelação (em Latim) onde está a estrela em questão. Veja a lista de constelações para saber o nome de cada constelação e o genitivo de cada uma delas.
Designação de Bayer 
Muitas das estrelas mais brilhantes têm nomes de acordo com as designações de Bayer. Estas designações, que foram introduzidas por Johann Bayer no seu atlas estelar Uranometria (nomeado assim por causa de Urânia, a musa da astronomia da mitologia grega) em 1603, e consiste em uma letra do alfabeto grego seguida pelo genitivo da constelação (em Latim) onde está a estrela em questão. Veja a lista de constelações para saber o nome de cada constelação e o genitivo de cada uma delas. Algumas pessoas acham erroneamente que Bayer quis botar as estrelas em ordem de brilho, apenas porque a estrela mais brilhante da maioria das constelações é nomeada α (alfa, a primeira letra do alfabeto grego). Porém no tempo de Bayer não havia um método preciso de se medir a luminosidade de uma estrela. Tradicionalmente, as estrelas eram divididas em seis classes de magnitudes, então Bayer catalogava primeiro todas as estrelas de primeira magnitude, seguidas pelas estrelas de segunda magnitude, e assim por diante. Porém, não havia um método de saber a luminosidade aparente entre as estrelas de primeira magnitude, por exemplo. Órion é um ótimo exemplo do método de Bayer (lembre-se que, quanto menor a magnitude de uma estrela, mais brilhante ela é). Ele primeiro designou as duas estrelas de 1ª magnitude, Betelgeuse e Rigel, como alfa e beta, mesmo a segunda sendo mais brilhante que a primeira. Ele então repetiu o processo para as estrelas de 2ª magnitude, e assim por diante. Como se pode ver, ele seguiu o processo "de cima para baixo". Algumas vezes, porém, não há ordem aparente. Então, alfa nem sempre é a estrela mais brilhante de uma constelação. Há casos em que até mesmo o genitivo da estrela é diferente do genitivo da constelação em que ela se encontra, pois as fronteiras das constelações mudaram desde Bayer. Deve ser notado, porém, que o sistema foi estendido, primeiro usando as letras minúsculas do alfabeto latino, e depois as maiúsculas do mesmo alfabeto. Estas, porém, são raramente usadas. 
xsd:nonNegativeInteger 36 
xsd:integer 505112 
xsd:nonNegativeInteger 4295 
xsd:integer 43700295 

data from the linked data cloud