Coroa de Aragão

http://pt.dbpedia.org/resource/Coroa_de_Aragão an entity of type: Thing

A Coroa de Aragão (em aragonês: Corona d'Aragón; em catalão: Corona d'Aragó), também conhecida por outros , abrangia o conjunto dos territórios que estavam sob a jurisdição do Rei de Aragão a partir de 1164 a 1707. Depois de intensas negociações em Barbastre, o Rei de Aragão entrega a sua filha Petronila, com cerca de um ano de idade ao Conde de Barcelona, com um contrato indicando o seguinte:"Eu, Ramiro, Rei de Aragão, dou-te a ti, Raimundo Berengário, Conde de Barcelona e Marquês, a minha filha para tua mulher, juntamente com todo o Reino de Aragão, integralmente (...)".
Coroa de Aragão 
yes 
BECEIRO PITA, Isabel 
MACIAS, Francisco y Foro OMNI 
MOXÓ Y DE MONTOLIU, Francisco 
xsd:integer 1986  1990  1997  2006  2011 
Blason Royaume d'Aragon ancien.svg 
Royal arms of Aragon.svg 
Bandera de España 1701-1760.svg 
Itinerante 
Europa 
Tutoriales del Foro OMNI, www.identificacion-numismatica.com 
Nausícaä 
Zaragoza: Institución "Fernando el Católico". 
Zaragoza: Librería General. 
Münster, Westfalen: Aschendorffsche Verlagsbuchhandlung. 
Idade Média e Idade Moderna 
Reino de Monarquias Compostas,Confederação de Reinos, ou organizações políticas individuais governado por um Rei 
Extinção do Reino 
Afonso II, Rei de Aragão, forma a Coroa de Aragão com ao herdar os Condados catalães. 
ISBN 3-402-05825-1 
ISBN 84-7078-145-6 
ISBN 84-7820-387-7 
ISBN 978-84-96633-21-6 
Royal Banner of Aragón.svg 
Royal arms of Aragon .svg 
Coroa de Aragão em 1443 
Aragonese Empire 1443.svg 
Coroa de Aragão 
Coroa de Aragão 
Reino de Aragão 
Condado de Barcelona 
Península Ibérica 
Espanha 
Estudios sobre las relaciones entre Aragón y Castilla 
Libros, lectores y bibliotecas en la España medieval 
Papa Luna: un imposible empeño: estudio político-económico 
La Casa de Luna : factor político y lazos de sangre en la ascensión de un linaje aragonés 
xsd:integer 1707 
xsd:integer 1164 
xsd:gYear 1164  1707 
Coroa de Aragão em 1443 
A Coroa de Aragão (em aragonês: Corona d'Aragón; em catalão: Corona d'Aragó), também conhecida por outros , abrangia o conjunto dos territórios que estavam sob a jurisdição do Rei de Aragão a partir de 1164 a 1707. Depois de intensas negociações em Barbastre, o Rei de Aragão entrega a sua filha Petronila, com cerca de um ano de idade ao Conde de Barcelona, com um contrato indicando o seguinte: "Eu, Ramiro, Rei de Aragão, dou-te a ti, Raimundo Berengário, Conde de Barcelona e Marquês, a minha filha para tua mulher, juntamente com todo o Reino de Aragão, integralmente (...)". Depois de alguns ditos e desditos, a 13 de novembro de 1137, Ramiro, pede que tratem Raimundo como se fosse ele mesmo (tamquam regi), retirando-se para uma vida monástica até à sua morte. No entanto nunca deixará de usar o título real, enquanto o seu genro, Conde de Barcelona sempre se entitulará Príncipe Regente de Aragão. Petronila tomou o título de "Rainha de Aragão", embora não governasse. De acordo com alguns historiadores modernos, o casamento foi feito na forma de 'casamento em casa' (isso significa que, na ausência de herdeiro do sexo masculino, o marido tem a função de governo, mas não o chefe da casa, que só é concedido ao herdeiro ), Em 1164, Alfonso II de Aragão herdaria o conjunto do património. Mais tarde, pelo casamento ou conquista de novos territórios, expande-se a Coroa de Aragão para incluir outros domínios: principalmente os Reinos de Maiorca (1232), Valência (1232), Sicília (1283), Córsega (1297), Sardenha (1297) e Nápoles (ocupado definitivamente em 1442) e os ducados de Atenas (1331-1388) e Neopatria (entre 1319 e 1390). Com o casamento dos Reis Católicos, em 1469, começa o processo de convergência com a Coroa de Castela, formando a base do que mais tarde se tornaria a Coroa de Espanha, embora os vários reinos mantivessem os seus sistemas legais e características próprias de auto-governo, e por isso também ela considerada uma confederação. A Guerra da Sucessão Espanhola e a resistência da Catalunha à ocupação pelas tropas reais borbónicas, culminando com o cerco de Barcelona na batalha de 11 de setembro de 1714, levou a que fossem proclamados os Decretos do Novo Plano (1716) por Filipe V de Espanha, que eliminam esses privilégios e liberdades como resposta ao apoio da região ao pretendente austríaco ao trono. Alguns historiadores modernos muitas vezes referem-se ao monarca pelo seu apelido, e não os seus números, porque alguns deles tinham um número diferente para a área a que se refere. Por exemplo, "Pedro, o católico" em vez de "Pedro II de Aragão". 
xsd:nonNegativeInteger 388 
Coroa de Aragão 
xsd:integer 2740227 
xsd:nonNegativeInteger 67627 
xsd:integer 44971042 

data from the linked data cloud