Copa do Mundo FIFA de 1950

http://pt.dbpedia.org/resource/Copa_do_Mundo_FIFA_de_1950 an entity of type: Thing

A Copa do Mundo FIFA de 1950 foi a quarta edição da Copa do Mundo FIFA de Futebol. Ocorreu de 24 de junho a 16 de julho. Foi sediado no Brasil, tendo partidas realizadas nas cidades de Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.Os estádios já estavam prontos na época, devido à paixão dos brasileiros por futebol. O Brasil foi escolhido por unanimidade como anfitrião na época, sendo um sucesso no sentido de infraestrutura a instalações e exemplo para o mundo.
Copa do Mundo FIFA de 1950 
xsd:integer 87 
FFFFFF 
xsd:integer 13  16  24  25  28  29 
xsd:integer 16 
center 
xsd:integer
xsd:integer
Zizinho 
Palmer 
Robledo 
Zarra 
Wallace 
Baltazar 
Obdulio Varela 
Silvestre 
Ademir 
Alfredo 
Friaça 
Jair 
Mortensen 
Maneca 
Pérez 
Andersson 
Mellberg 
Vidal 
A. López 
Ademir , 
Ademir , , , 
Antenen 
Bader 
Basora 
Basora , 
Bobek 
C. López 
Carapellese 
Casarín 
Chico , 
Cremaschi , 
Egisto Pandolfini 
Fatton , 
Gaetjens 
Ghiggia 
J. Souza 
Jeppsson , 
Mannion 
Mitić 
Muccinelli 
Míguez , 
Míguez , , 
Ognjanov 
Ortiz 
Prieto 
Riera 
Schiaffino 
Schiaffino , 
Sundqvist 
Tomašević 
Z. Čajkovski , 
<second> 1080.0  900.0  930.0  1095.0  940.0 
xsd:integer 24 
xsd:integer 87 
FFFFFF 
xsd:integer
– Nenhum gol 
Zizinho 
Copa do Mundo FIFA de 1950 
IV Campeonato Mundial de Futebol 
_whiteshoulders 
_blueshoulders 
_whiteborder 
_blueborder 
_whiteborder 
_blueborder 
xsd:integer 7336 
xsd:integer 7903 
xsd:integer 81649 
xsd:integer 199854 
xsd:integer 1043500 
~20000 
+9000 
~5000 
+10000 
+11000 
+138000 
+142000 
+152000 
+30000 
+3500 
+42000 
+44000 
+50000 
+74000 
+8000 
~18000 
~26000 
~8000 
xsd:integer 22 
xsd:integer 87 
FFFFFF 
xsd:integer
FFFFFF 
xsd:integer
FFFFFF 
xsd:integer 20 
Brasil 
Uruguai 
xsd:integer 550 
xsd:integer 1938 
xsd:integer 1954 
A Copa do Mundo FIFA de 1950 foi a quarta edição da Copa do Mundo FIFA de Futebol. Ocorreu de 24 de junho a 16 de julho. Foi sediado no Brasil, tendo partidas realizadas nas cidades de Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo. Os estádios já estavam prontos na época, devido à paixão dos brasileiros por futebol. O Brasil foi escolhido por unanimidade como anfitrião na época, sendo um sucesso no sentido de infraestrutura a instalações e exemplo para o mundo. Muitos atribuem essa situação a Getúlio Vargas e sua administração, que incentivava o esporte como extensão da educação, e a sua capacidade de gerir a coisa pública. Contudo, deve-se destacar que o Brasil viu, em 1947, a Fifa adiar a competição em um ano para que as seleções da Europa pudessem se reestruturar – a Segunda Guerra Mundial arrasou o continente e deixou o mundo sem Copas desde 1938. Foi, inclusive, por causa dos efeitos do conflito que a entidade decidiu levar o Mundial para a América do Sul e o Brasil, como candidato único, foi o eleito. A CBF, antiga CBD, não colocou empecilhos na decisão da Fifa de adiar em um ano a competição. E, mesmo com 12 meses a mais para entregar os estádios, o Brasil conseguiu se complicar. Não havia exigências com transporte, aeroportos, hospitais ou outros itens de infraestrutura. O único pedido era estádios “padrão Fifa”. O caderno de encargos da entidade não tinha 420 páginas como hoje. A Fifa só pedia arquibancadas para no mínimo 20 mil torcedores, alambrados, cabines para a imprensa e autoridades e túneis interligando os vestiários ao gramado. A Presidência da República chegou a formar a “Comissão de Estádios”, mas, mesmo assim, nenhum ficou pronto com antecedência – nem o Pacaembu, inaugurado em 1940, considerado moderno à época e que havia passado por uma ampla reforma. Em março de 1950, por exemplo, foi feito o calçamento no entorno do estádio para acabar com a lama que se formava nos dias de chuva, reformado o sistema de drenagem do gramado, foram abertos dois novos portões para facilitar a entrada e a saída do público e construído um ambulatório médico. Em 1.º de junho de 1950, 23 dias antes da abertura da Copa, no entanto, vistoria feita pelo presidente da Federação Italiana de Futebol e delegado da Fifa, Ottorino Barassi, constatou que o tamanho do gramado não era adequado, assim como a área da imprensa. Dezesseis seleções nacionais foram qualificadas para participar desta edição do campeonato, sendo 7 delas europeias (Itália, Suécia, Suíça, Espanha, Iugoslávia, Inglaterra e Escócia), 7 americanas (Brasil, Uruguai, Chile, Paraguai, Bolívia, Estados Unidos e México) e 2 asiáticas (Turquia e Índia). A seleção da Inglaterra fazia a sua primeira participação na competição. A edição teve três grandes goleadas: Uruguai 8 a 0 Bolívia, Brasil 7 a 1 Suécia e Brasil 6 a 1 Espanha. Os destaques dessa Copa foram: Roque Máspoli, Obdulio Varela, Alcides Ghiggia e Juan Schiaffino do Uruguai e Ademir de Menezes, Zizinho, Jair da Rosa Pinto e José Carlos Bauer do Brasil. Durante a década de 1940, não houvera a realização das copas previstas, pois a tragédia da Segunda Guerra Mundial mobilizara o mundo para o esforço de guerra e impedira a realização dos certames. A Federação Internacional de Futebol, entretanto, permanecera mobilizada e, tão logo quanto foi possível, tratou de marcar a disputa da IV Copa em um país fora do continente europeu, que ainda encontrava-se em reconstrução. O Brasil foi, então, o país escolhido. Para a ocasião, foram construídos estádios, dentre eles o Maracanã, que, na época, era o maior do mundo. Ao longo da competição, as equipes da Índia, Turquia e Escócia desistiram; o grupo 4 ficou com apenas duas seleções: Uruguai e Bolívia. A partida direta entre eles teve, por resultado, 8 a 0 para os uruguaios. A Copa do Mundo FIFA de 1950 não teve uma final oficialmente. As quatro equipes que se classificaram em primeiro em seus grupos formaram um novo grupo e disputaram partidas entre si. A Espanha e a Suécia foram goleadas pelo Brasil e eliminadas por placares apertados pelo Uruguai. A última partida era coincidentemente entre o primeiro e o segundo colocados, que até então não haviam perdido na competição. A última partida da copa ficou conhecida como Maracanaço e contou com o maior público de todas as partidas de todas as copas: 199.854 pessoas. Ela ocorreu em 16 de julho no Estádio do Maracanã. O Brasil, embalado pela excelente campanha, pelo apoio da torcida, pela liderança e pelo elenco vitorioso, abriu o placar aos 47 minutos com gol de Friaça. O Uruguai, dezenove minutos depois, empatou a partida com Schiaffino. O empate daria o título do campeonato aos brasileiros. Entretanto, aos 79 minutos, Ghiggia virou o placar para os uruguaios, dando o segundo título ao Uruguai. Esta partida é considerada uma das maiores decepções da história do futebol brasileiro. 
xsd:integer 200 
xsd:integer 44958 
xsd:integer 44340417 
Copa do Mundo FIFA de 1950 
IV Campeonato Mundial de Futebol 
Ademir de Menezes – 9 gols 
xsd:integer 22 
Cartaz promocional da Copa de 1950 
xsd:integer 13 
xsd:integer
Espanha 
xsd:integer 88 
13  22  88 
200px 
xsd:nonNegativeInteger 484 
xsd:nonNegativeInteger 49374 

data from the linked data cloud