Controvérsia da circuncisão

http://pt.dbpedia.org/resource/Controvérsia_da_circuncisão

A Controvérsia da circuncisão foi uma disputa ocorrida nos primeiros anos do Cristianismo e que tratava da adoção das leis judaicas pelo crescente número de novos cristãos que eram incorporados à nascente igreja. O primeiro concílio cristão realizado em Jerusalém, realizado aproximadamente em 50 d.C., decretou que a circuncisão não era um requisito para os gentios convertidos. Isto ficou conhecido como Decreto Apostólico e pode ter sido o primeiro ato de divisão entre o Cristianismo primitivo e o Judaísmo. Mais ou menos na mesma época, o Judaísmo rabínico tornou o requerimento da circuncisão para os garotos ainda mais rígido.
Controvérsia da circuncisão 
xsd:integer 12  15  16  17  18  21 
Alguns homens, descendo da Judéia, ensinavam aos irmãos: Se não vos circuncidardes segundo o rito de Moisés, não podeis ser salvos. 
Em todas as províncias e em todas as cidades, aonde chegou a ordem do rei, e o seu decreto, havia entre os judeus alegria e gozo, banquetes e festas. Muitos dos povos da terra se tornaram judeus, porque o medo dos judeus tinha caído sobre eles. 
Sois tão insensatos? tendo começado no Espírito, estais agora vos aperfeiçoando na carne? 
Pois pareceu bem ao Espírito Santo e a nós não vos impor maior peso além destas coisas necessárias: que vos abstenhais de coisas sacrificadas aos ídolos, de sangue, de animais sufocados e de fornicação; destas coisas fareis bem de vos guardar. 
Eis que eu, Paulo, vos declaro que, se vos circuncidardes, Cristo de nada vos aproveitará. 
xsd:integer
Gálatas 
Ester 
Romanos 
Lucas 
Atos 
Gênesis 
Êxodo 
Filipenses 
Levítico 
xsd:integer 17  18  19  20  21  25  26  28  30  48 
xsd:integer 14  21  24  29 
A Controvérsia da circuncisão foi uma disputa ocorrida nos primeiros anos do Cristianismo e que tratava da adoção das leis judaicas pelo crescente número de novos cristãos que eram incorporados à nascente igreja. O primeiro concílio cristão realizado em Jerusalém, realizado aproximadamente em 50 d.C., decretou que a circuncisão não era um requisito para os gentios convertidos. Isto ficou conhecido como Decreto Apostólico e pode ter sido o primeiro ato de divisão entre o Cristianismo primitivo e o Judaísmo. Mais ou menos na mesma época, o Judaísmo rabínico tornou o requerimento da circuncisão para os garotos ainda mais rígido. De acordo com a Enciclopédia Colúmbia, "a decisão de que os cristãos não deveriam praticar a circuncisão está relatada em Atos 15, mas nunca houve, porém, uma proibição do ato e ele é ainda hoje praticado pelos cristãos coptas". 
xsd:nonNegativeInteger 119 
xsd:integer 3093850 
xsd:nonNegativeInteger 30895 
xsd:integer 43069056 

data from the linked data cloud