Condado Portucalense

http://pt.dbpedia.org/resource/Condado_Portucalense an entity of type: Thing

O Condado Portucalense (868 - 1139) foi um condado que surge ao longo do processo de reconquista da península ibérica pelos cristãos. Deste nome provém o atual Portugal, pois durante a Alta Idade Média a atual Região Norte portuguesa foi denominada como , para diferenciá-la do condado da Galiza. A denominação histórica para o território coberto por ambos era o de Galiza, herdando o nome da Galécia romana. Houve, no actual território de Portugal, ao longo do processo de reconquista, dois governos denominados de Condado Portucalense ou Condado de Portugal. Em documentos coevos, o território denominava-se Portugalia, sendo o condado fundado por Vímara Peres em 868, após a presúria aos mouros de Portucale (o Porto). A partir de finais do século X e com Gonçalo Mendes, os condes portugueses pas
Condado Portucalense 
xsd:integer 1981  1982 
xsd:integer 1095 
José Mattoso 
Banner of arms kingdom of Leon.svg 
PortugueseFlag1143.svg 
Portus Cale, depois Guimarães 
Editorial Estampa 
Gimarães & C.a. Editores 
PortugueseFlag1095.svg 
Coat of Arms of D. Henry of Burgundy, Count of Portugal.png 
Condado Portucalense em 1070 
Lisboa 
Condado portucalense carte-1070-fr.png 
José 
Condado de Portugal 
Condado Portucalense 
Condado Portucalense 
xsd:integer 8242615  10350247 
Reino de Leão 
harv 
Reino de Portugal 
Mattoso 
A nobreza medieval portuguesa: a família e o poder 
Ricos-homens, infançoes e cavaleiros: a nobreza portuguesa nos séculos XI e XII 
xsd:integer 1139 
xsd:integer 868 
xsd:gYear 0868  1139 
Conde 
Condado Portucalense em 1070 
O Condado Portucalense (868 - 1139) foi um condado que surge ao longo do processo de reconquista da península ibérica pelos cristãos. Deste nome provém o atual Portugal, pois durante a Alta Idade Média a atual Região Norte portuguesa foi denominada como , para diferenciá-la do condado da Galiza. A denominação histórica para o território coberto por ambos era o de Galiza, herdando o nome da Galécia romana. Houve, no actual território de Portugal, ao longo do processo de reconquista, dois governos denominados de Condado Portucalense ou Condado de Portugal. Em documentos coevos, o território denominava-se Portugalia, sendo o condado fundado por Vímara Peres em 868, após a presúria aos mouros de Portucale (o Porto). A partir de finais do século X e com Gonçalo Mendes, os condes portugueses passaram a usar o título de duques, o que poderia indicar maior importância e maior extensão territorial. A província portugalense que correspondia sensivelmente ao Entre-Douro-e-Minho, foi destacada da Galécia e tinha inicialmente o Porto como capital, mas dada a revelia e poder dos condes de Portugal, agora duques, que ingeriam na monarquia leonesa, tendo um deles sido regente do reino entre 999 e 1008, o condado acabou por sucumbir após uma batalha entre o conde português e Garcia da Galiza e o território foi reagrupado no Reino da Galiza em 1071, Garcia passou a intitular-se "rei de Portugal e da Galiza". O condado, embora gozando de autonomia significativa, era vassalo do reino de Leão. O Condado Portucalense reemergiu, em 1096 pela mão de Henrique de Borgonha como oferta do rei Afonso VI de Leão pelo auxílio na Reconquista de terras aos mouros, a quem deveria prestar vassalagem, tendo também recebido a mão de sua filha, a infanta D. Teresa de Leão. A "Terra de Portugal" foi concedida como dote hereditário de D.Teresa. Este último condado era maior em extensão e abarcava também os territórios do antigo condado de Coimbra, suprimido em 1091, partes de Trás-os-Montes e ainda do sul da Galiza, a diocese de Tui. De notar que Condado é um termo genérico para designar o território português, já que os seus chefes eram alternativamente intitulados comite (conde), dux (duque), princeps (príncipe) e até regina (rainha). 
xsd:nonNegativeInteger 184 
Condado Portucalense 
Condado de Portugal 
xsd:integer 635 
xsd:nonNegativeInteger 20058 
xsd:integer 44108878 

data from the linked data cloud