Cherish (canção)

http://pt.dbpedia.org/resource/Cherish_(canção) an entity of type: Thing

"Cherish" é uma canção da artista musical estadunidense Madonna, contida em seu quarto álbum de estúdio Like a Prayer (1989). Foi composta e produzida pela própria com o auxílio de Patrick Leonard. Foi incluída nos álbuns de grandes êxitos The Immaculate Collection (1990) e Celebration (2009), sendo que foi incluída apenas na edição deluxe na segunda coletânea. O seu lançamento como o segundo single do disco ocorreu em 1 de agosto de 1989, através da Sire Records e da Warner Bros. Records.
Cherish (canção) 
left 
xsd:integer 200  1998  1999  2000  2001  2002  2004  2005  2007 
xsd:integer
"Girl I'm Gonna Miss You" por Milli Vanilli 
"If I Could Turn Back Time" por Cher" 
Amostra de Cherish por Madonna.ogg 
Bego, Mark 
Clerk, Carol 
Guilbert, Georges-Claude 
Metz, Allen; Benson, Carol 
Morton, Andrew 
Rooksby, Rikky 
Taraborrelli, Randy J. 
Burt, Richard 
Dickerson, James 
Fouz-Hernández, Santiago; Jarman-Ivens, Freya 
O'Brien, Lucy 
Raha, Maria 
Salaverri, Fernando 
Vernallis, Carol 
Andrew Morton 
J. Randy Taraborrelli 
Madonna, Patrick Leonard 
"Healing Hands" por Elton John 
"Mixed Emotions" por The Rolling Stones 
<second> 30.0 
<second> 303.0  243.0  312.0  378.0 
McFarland 
Palgrave Macmillan 
St. Martin's Press 
Billboard Books 
Columbia University Press 
Cooper Square Press 
Indiana University Press 
Omnibus Press 
Ashgate Publishing, Ltd. 
Music Sales Group 
Bantam Press 
Fundación Autor-SGAE 
Seal Press 
Madonna - Cherish.jpg 
xsd:integer 84  978 
Cherish 
versão com fade 
versão do 7" single 
versão estendida 
direita 
Madonna, Leonard 
"'Cherish' foi um triunfo especial para a parceria Madonna / Patrick Leonard. Uma deliciosa confecção de proporções pronta para as rádios, a canção tem letras de todas as disfunções livres, fortes e positivas sobre o amor, uma melodia memorável e vocais [no estilo] 'cante sozinho', e um arranjo de ritmo pungente e apertado. É, simplesmente, uma das melhores canções que Madonna já compôs; é doce e feliz, mas não significa que seja sentimental, é uma canção pop perfeitamente construída, que Madonna entrega lindamente, e com um charme inegavelmente atrevido. Na verdade, se 'Cherish' tivesse sido lançada nos anos sessente, teria provavelmente ofuscado Motown de Detroit ou a música nova-iorquina escrevendo Mecca, o Edifício Brill". 
—O biógrafo J. Randy Taraborrelli analisando "Cherish". 
xsd:integer 12 
Madonna 
Supernatural 
"Cherish" 
Cherish 
Madonna as postmodern myth 
Madonna's Drowned Worlds 
Madonna: An Intimate Biography 
Madonnastyle 
The Complete Guide to the Music of Madonna 
The Madonna Companion: Two Decades of Commentary 
Experiencing Music Video: Aesthetics and Cultural Context 
Madonna: Blonde ambition 
Madonna: Like an Icon 
Shakespeare After Mass Media 
Singles número um na Canadian RPM Singles Chart 
Sólo éxitos: año a año, 1959–2002 
Women and Music 
Canções número um na Hot Adult Contemporary Tracks 
Cinderella's Big Score: Women of the Punk and Indie Underground 
Women On Top: The Quiet Revolution That's Rocking the American Music Industry 
<perCent> 30.0 
"Supernatural" 
"Oh Father" 
"Express Yourself" 
xsd:integer 1989 
sim 
"Cherish" é uma canção da artista musical estadunidense Madonna, contida em seu quarto álbum de estúdio Like a Prayer (1989). Foi composta e produzida pela própria com o auxílio de Patrick Leonard. Foi incluída nos álbuns de grandes êxitos The Immaculate Collection (1990) e Celebration (2009), sendo que foi incluída apenas na edição deluxe na segunda coletânea. O seu lançamento como o segundo single do disco ocorreu em 1 de agosto de 1989, através da Sire Records e da Warner Bros. Records. A faixa foi construída em torno dos temas de amor e relacionamento, com a obra Romeu e Julieta, de William Shakespeare, sendo uma de suas principais inspirações. A canção também inclui uma linha similar da canção de mesmo título, lançada pela banda The Association na década de 1960. Musicalmente construída como uma canção pop com estilos do doo-wop, "Cherish" é considerada como uma faixa de "luz amorosa" por críticos, e sua instrumentação é compota por instrumentos como bateria eletrônica, percussão, teclados e saxofone. Liricamente, trata da devoção de Madonna por seu amante, com ela prometendo de estar sempre ao seu lado e de sempre valorizá-lo. A faixa obteve análises positivas da mídia especializada da mídia especializada, a qual prezou a mudança de conteúdo e a imagem mais clara da música de Madonna, ao contrário dos singles anteriores de Like a Prayer, que incorporaram temas como a religião e a sexualidade. Outros resenhadores também compararam a letra da canção à palavras ditas por Julieta na obra Romeu e Julieta. A obra obteve êxito comercial ao liderar a tabela do Canadá, qualificando-se entre as dez melhores posições na Austrália, na Bélgica, na Europa, na Irlanda, na Itália e no Reino Unido. Nos Estados Unidos, "Cherish" atingiu a vice-liderança da Billboard Hot 100, tornando-se o 16º single consecutivo de Madonna no periódico, estabelecendo um recorde. O vídeo musical correspondente foi dirigido pelo fotógrafo Herb Ritts e estreou em 28 de agosto de 1989 na MTV. As cenas retratam Madonna interpretando si mesma, enquanto três atores vestidos como tritões nadam dentro e fora do mar. Acadêmicos observaram que os tritões tornaram-se símbolos para a comunidade homossexual e a opressão que os homossexuais enfrentaram. Madonna apresentou "Cherish" apenas na turnê Blond Ambition (1990), onde a performance incluiu seus dançarinos vestidos como tritões. O simbolismo era visto como sexualizar homens, relegando-os como objetos de desejo. "Cherish" foi regravada por diversos artistas, incluindo Renato Russo. 
xsd:nonNegativeInteger 116 
Cherish 
xsd:integer 361019 
xsd:nonNegativeInteger 46759 
xsd:integer 43485171 

data from the linked data cloud