Cher

http://pt.dbpedia.org/resource/Cher an entity of type: Thing

Cher, nascida Cherilyn Sarkisian (El Centro, 20 de maio de 1946), é uma cantora e atriz dos Estados Unidos com uma carreira que já dura cinco décadas. Reconhecida por ter ajudado a difundir os conceitos de autonomia feminina e autorreinvenção na indústria do entretenimento, ela é famosa pela voz grave e por ter trabalhado em várias áreas da mídia, bem como por reinventar constantemente sua música e imagem. Tudo isso a rendeu o apelido de Deusa do Pop.
Cher 
left 
right 
Deusa do Pop, Rainha das divas, Diva das Divas, Rainha da Reinvenção 
Cher - The Gunman-Just This One Time-The Man I Love.ogg 
Believe - Cher.ogg 
Cher - Song for the Lonely.ogg 
Cher - Take Me Home.ogg 
Cher - Walking in Memphis.ogg 
Cher - You Haven't Seen The Last Of Me.ogg 
Cher- Bang Bang My Baby Shot Me Down.ogg 
Gypsies, Tramps and Thieves.ogg 
If i could turn back time.ogg 
xsd:integer 100 
xsd:integer 1963  1965 
Boneca de cera de Cher numa exposição em Hong Kong, China. A estátua veste um modelo similar ao que ela usou na 60ª cerimônia de entrega do Oscar, em 1988 
Cher e Don Knotts no programa de televisão The Sonny and Cher Show, em 1976 
O videoclipe de "If I Could Turn Back Time" foi proibido em alguns canais musicais de televisão como a MTV 
Anúncio do show de Cher em Las Vegas 
Apresentando-se em um show da Take Me Home Tour 
Apresentando-se no Caesars Palace, em Las Vegas 
Cher se apresentando ao vivo em 1971 
Apresentando-se com Sonny no The Sonny and Cher Show, em 1976 
Apresentando-se no especial de televisão The Entertainer of the Year Awards, em 1973 
artist 
Category:Cher 
<second> 20.0 
Cher em Good Times 
"Bang Bang " foi o primeiro grande sucesso de vendas de Cher em carreira solo, alcançando o Top 3 nos Estados Unidos e no Reino Unido. A canção foi regravada por vários artistas, entre eles Nancy Sinatra, Stevie Wonder, Frank Sinatra e Cliff Richard 
"Gypsies, Tramps & Thieves" e suas outras canções n° 1 na década de 1970, "Half-Breed" e "Dark Lady", eram, de acordo com Bruce Eder, do Allmusic, "dramáticas e altamente intensas, quase tanto 'atuadas' quanto cantadas e muito diferentes do seu produto nos anos 60" 
"You Haven't Seen the Last of Me", da trilha sonora do filme Burlesque, recebeu críticas favoráveis, com o jornalista Kirk Honeycutt, da revista norte-americana The Hollywood Reporter, afirmando que a canção "pode se tornar seu hino assim como 'My Way' se tornou o de [Frank] Sinatra" 
Para Larry Flick, da revista Billboard, "Song for the Lonely" "ecoa de maneira intensa durante os atuais dias de instabilidade política". A canção foi lançada nos Estados Unidos seis meses após os ataques de 11 de setembro e é dedicada às "pessoas corajosas de Nova Iorque" 
"If I Could Turn Back Time" foi um grande hit, chegando ao primeiro lugar na Austrália e ao Top 10 nos Estados Unidos, Reino Unido e Canadá 
"Believe" é notada pelo uso de um efeito sonoro nos vocais que deixou a voz de Cher "robotizada, como se saísse de uma máquina". O recurso se tornou muito popular, foi imitado por inúmeros artistas e ficou conhecido como "Cher effect" 
"Take Me Home" marcou a entrada de Cher no gênero da disco music, que havia se tornado popular no final da década de 1970. A canção e o álbum de mesmo nome tornaram-se sucessos instantâneos e mantiveram-se entre os mais vendidos de 1979 
Um sucesso do álbum It's a Man's World, "Walking in Memphis" atingiu o Top 20 no Reino Unido e em alguns países da Europa 
vertical 
cantor_solo 
p3881 
Caesars Palace Cher.jpg 
Cher Don Knotts Sonny & Cher Show 1976.JPG 
Cher February 2009 Crop.jpg 
Cher live 1981.jpg 
Cher-Wax-338354947.jpg 
If I could turn back time - Cher.jpg 
Sonny & Cher 1973 Cropped.JPG 
Sonny and Cher Sonny and Cher Show 1976.JPG 
Sonny and Cher live 1971 Cropped.jpg 
Cher by Ian Smith.jpg 
Good Times 3.jpg 
Cher em 2010. 
xsd:integer 220  240 
Cher 
Cherilyn Sarkisian 
Modelo, apresentadora de televisão, produtora musical e cinematográfica, diretora de cinema, desenhista de moda, empresária, filantropa 
Bonnie Jo Mason, Cher Bono, Cherilyn La Piere, Cherilyn Sarkisian La Piere, Cheryl Sarkisian, Cleo 
direita 
"Nós apenas escolhemos canções que pareciam satisfatórias em uma base individual. Só quando começamos a avaliar o álbum inteiro e brincar com a sequência que nós percebemos que ele tinha inconscientemente se tornado um álbum cheio de amor e calor. Foi uma surpresa agradável, e é certamente um momento adequado para colocar um pouco de energia positiva no mundo." 
—Cher falando sobre o álbum Living Proof. 
("Bang Bang " ) 
("Believe" ) 
("Gypsys, Tramps & Thieves" ) 
("If I Could Turn Back Time" ) 
("Song for the Lonely" ) 
("Take Me Home" ) 
("Walking in Memphis" ) 
("You Haven't Seen the Last of Me" ) 
("The Gunman" / "Just This One Time" / "The Man I Love" ) 
xsd:integer 170  220 
Cher 
Cher 
xsd:integer 1974 
xsd:integer 1984 
xsd:integer 1988 
Melhor atriz coadjuvante em cinema 
Melhor atriz em cinema - comédia ou musical 
Melhor atriz em televisão - comédia ou musical 
Cher, nascida Cherilyn Sarkisian (El Centro, 20 de maio de 1946), é uma cantora e atriz dos Estados Unidos com uma carreira que já dura cinco décadas. Reconhecida por ter ajudado a difundir os conceitos de autonomia feminina e autorreinvenção na indústria do entretenimento, ela é famosa pela voz grave e por ter trabalhado em várias áreas da mídia, bem como por reinventar constantemente sua música e imagem. Tudo isso a rendeu o apelido de Deusa do Pop. Cher ficou famosa como parte da dupla de folk rock Sonny & Cher, formada com o marido em 1965, popularizando uma sonoridade suave e única que competiu com a Invasão Britânica e o Motown Sound. Ao mesmo tempo, ela se estabeleceu como cantora solo com clássicos como "Bang Bang (My Baby Shot Me Down)", "Gypsys, Tramps & Thieves", "Half-Breed" e "Dark Lady", canções que lidam com temas raramente discutidos na música popular americana. Phill Marder, da revista Goldmine, a descreveu como líder de um movimento iniciado nos anos 60 que visava "expandir a rebelião feminina no mundo do rock" e como "o protótipo da rockstar feminina, ditando os padrões de aparência e atitude." Após ser considerada antiquada por uma nova geração que cultuava as drogas, Cher ressurgiu como estrela da televisão nos anos 70 com o estrondoso sucesso dos programas The Sonny & Cher Comedy Hour e Cher. Ela lançava tendências de moda com seu extravagante senso de estilo. Após se divorciar de Sonny em 1975, Cher experimentou com vários estilos musicais, incluindo disco music e New Wave, e quebrou recordes de público com seu espetáculo fixo em Las Vegas. No início dos anos 80, Cher estreou na Broadway e foi indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante pelo filme Silkwood - O Retrato de uma Coragem. Nos anos seguintes, ela estrelou filmes de sucesso como Marcas do Destino, As Bruxas de Eastwick e Feitiço da Lua, pelo qual ganhou o Oscar de melhor atriz em 1988. Ao mesmo tempo, ela ganhou respeito como cantora de rock ao lançar uma série de álbuns multi-platinados e sucessos como "I Found Someone" e "If I Could Turn Back Time". Nos anos 90, ela estreou como diretora de cinema em O Preço de uma Escolha e lançou o maior sucesso musical de sua carreira, "Believe", que lançou a moda Auto-Tune (ou "efeito Cher") como efeito vocal. Nos anos 2000, ela embarcou na bem-sucedida Living Proof: The Farewell Tour e fechou um contrato de 180 milhões de dólares para se apresentar por três anos no Caesars Palace em Las Vegas. Segundo o biógrafo Mark Bego, "ninguém na história do show business teve uma carreira com a magnitude e o alcance da [carreira] de Cher." Única pessoa a ter recebido todos esses prêmios, Cher ganhou um Oscar, um Grammy, um Emmy, três Globos de Ouro e o prêmio de melhor atriz no Festival de Cannes. Reconhecida como uma das artistas mais bem-sucedidas da história, ela vendeu mais de 100 milhões de álbuns solo e 40 milhões de cópias como parte da dupla Sonny & Cher. Ela é a única artista a ter alcançado o primeiro lugar nas paradas da Billboard em cada uma das últimas seis décadas. 
xsd:integer 1988 
Melhor atriz 
Cherilyn Sarkisian (nascimento) 
xsd:integer 68347 
xsd:integer 44952313 
Cher 
Deusa do Pop, Rainha das divas, Diva das Divas, Rainha da Reinvenção 
xsd:integer 1985 
Melhor atriz 
xsd:integer 2003 
Melhor especial de variedades, música ou comédia 
xsd:integer 333 
El Centro, 
cantor_solo 
100px 
Cher em 2010. 
xsd:nonNegativeInteger 740 
xsd:nonNegativeInteger 184302 

data from the linked data cloud