Cascata do ácido araquidónico

http://pt.dbpedia.org/resource/Cascata_do_ácido_araquidónico

A cascata do ácido araquidónico é uma via metabólica do organismo humano que usa o ácido araquidónico para a síntese de uma grande panóplia de mediadores lipídicos de importância incontornável na fisiologia e patologia humanas, globalmente denominados de eicosanóides e entre os quais se encontram: prostaglandinas, tromboxanos e leucotrienos. O ácido araquidónico é um composto lipídico que, para o Homem, não é estritamente um ácido graxo essencial, como por vezes é descrito, mas sim um derivado de um ácido graxo essencial: o ácido linoleico. A cascata do ácido araquidónico depende da oxidação deste composto lipídico e é divisível em duas vias principais: a dependente da ciclooxigenase (COX) e a dependente da lipo-oxigenase (LOX).
Cascata do ácido araquidónico 
A cascata do ácido araquidónico é uma via metabólica do organismo humano que usa o ácido araquidónico para a síntese de uma grande panóplia de mediadores lipídicos de importância incontornável na fisiologia e patologia humanas, globalmente denominados de eicosanóides e entre os quais se encontram: prostaglandinas, tromboxanos e leucotrienos. O ácido araquidónico é um composto lipídico que, para o Homem, não é estritamente um ácido graxo essencial, como por vezes é descrito, mas sim um derivado de um ácido graxo essencial: o ácido linoleico. A cascata do ácido araquidónico depende da oxidação deste composto lipídico e é divisível em duas vias principais: a dependente da ciclooxigenase (COX) e a dependente da lipo-oxigenase (LOX). A importância da cascata do ácido araquidónico radica no conjunto de funções desempenhadas pelos seus produtos, os eicosanóides, na bioquímica das células humanas. O seu papel mais famigerado será porventura o de via pro-inflamatória e de alvo terapêutico dos fármacos anti-inflamatórios não esteróides, como a aspirina. Não obstante, o papel dos eicosanóides estende-se além das propriedades pró-inflamatórias: são hormonas autócrinas e parácrinas em vários tecidos, têm um papel fulcral na hemorreologia, hemostasia e termorregulação e ainda na transmissão neuronal. Consequentemente, o controlo e modulação da cascata do ácido araquidónico e das acções dos eicosanóides, quer fisiologicamente, quer iatrogenicamente, pode prevenir ou tratar uma vasta miríade de patologias do organismo humano, de entre as quais podemos enunciar: hipertensão arterial, hipertensão pulmonar, hipertensão ocular e glaucoma, úlcera gástrica, disfunção eréctil, artrite reumatóide, asma, et cetera. 
xsd:nonNegativeInteger 100 
xsd:integer 3313074 
xsd:nonNegativeInteger 15340 
xsd:integer 40630329 

data from the linked data cloud