CDS – Partido Popular

http://pt.dbpedia.org/resource/CDS_–_Partido_Popular an entity of type: Thing

O CDS – Partido Popular (CDS–PP) é um partido político português inspirado pela democracia cristã e é aberto também a conservadores e liberais clássicos. Fundado em 19 de Julho de 1974, com o nome Partido do Centro Democrático Social (CDS), por Diogo Freitas do Amaral, Adelino Amaro da Costa, Basílio Horta, Vítor Sá Machado, Valentim Xavier Pintado, João Morais Leitão e João Porto. Mais tarde, mudaria o nome apenas para Partido Popular (mantendo a sigla CDS–PP), e depois para a actual denominação.
CDS – Partido Popular 
xsd:integer 2014 
dodgerblue 
dezembro de 2009 
Centro-direita a Direita 
Conservadorismo 
Conservadorismo fiscal 
Liberalismo clássico Populismo 
Cds simbolo 2.png 
Presidentes de Câmaras Municipais 
Vereadores Municipais 
xsd:integer 44000 
CDS – Partido Popular 
Partido do Centro Democrático Social 
(CDS é a sigla de Centro Democrático Social, o primeiro nome do partido.) 
sim 
Folha CDS 
Largo Adelino Amaro da Costa, 5, 1149-063 
sim 
Sítio oficial do CDS–PP Açores 
http://www.cdsppacores.com/ 
Partido do Centro Democrático Social 
xsd:nonNegativeInteger 44000 
O CDS – Partido Popular (CDS–PP) é um partido político português inspirado pela democracia cristã e é aberto também a conservadores e liberais clássicos. Fundado em 19 de Julho de 1974, com o nome Partido do Centro Democrático Social (CDS), por Diogo Freitas do Amaral, Adelino Amaro da Costa, Basílio Horta, Vítor Sá Machado, Valentim Xavier Pintado, João Morais Leitão e João Porto. Mais tarde, mudaria o nome apenas para Partido Popular (mantendo a sigla CDS–PP), e depois para a actual denominação. O CDS integrou governos, sempre em coligação: com o PS de Mário Soares (II); com o PSD e o PPM, constituindo a Aliança Democrática (VI e VII); novamente com o PSD após as eleições legislativas de 2002 (XV, com Durão Barroso, e XVI com Santana Lopes) e, mais recentemente, com o PSD de Pedro Passos Coelho, depois das eleições legislativas de 2011 (XIX e XX). O partido é membro da União Internacional Democrata e do Partido Popular Europeu. O CDS–PP tem algumas organizações autónomas que perfilham os seus ideais políticos. Entre elas, a Juventude Popular e a Federação dos Trabalhadores Democratas-Cristãos (FTDC). Nas eleições legislativas de 2005 foram eleitos pelas suas listas 12 deputados. O resultado foi considerado fraco pelo líder do partido, Paulo Portas, que apresentou a sua demissão nesse dia mas que, actualmente, é de novo o presidente. Nas eleições legislativas de 2009, foram eleitos pelas suas listas 21 deputados. Este resultado foi considerado uma grande vitória pelo CDS–PP, que se tornou assim na terceira força política na Assembleia da República (AR). Com as eleições legislativas de 2011, o CDS conseguiu reforçar a sua força ao nível do parlamento, passando de 21 para 24 deputados representados por um aumento dos votos de 10,4% para 11,7%. 
xsd:nonNegativeInteger 332 
CDS – Partido Popular 
xsd:integer 48077 
xsd:nonNegativeInteger 45094 
xsd:integer 44903479 

data from the linked data cloud