Boeing 747

http://pt.dbpedia.org/resource/Boeing_747

Boeing 747 é uma aeronave a jato usada no âmbito civil e militar para transporte de passageiros e de carga, referida com frequência como Jumbo Jet ou Queen of the Skies (Rainha dos Céus). A sua corcunda na parte superior frontal da fuselagem faz com que seja uma das aeronaves mais reconhecíveis do mundo, sendo também a primeira do género produzida em massa. Fabricada pela Boeing nos Estados Unidos, a versão original do 747 tinha duas vezes e meia mais capacidade de passageiros que o Boeing 707, um dos grandes aviões comerciais dos anos 60. Efectuando o seu primeiro voo comercial em 1970, o 747 ostentou o recorde de capacidade de passageiros durante 37 anos.
Boeing 747 
right 
A parked aircraft on a grassy field. 
Boeing 747-230B da Lufthansa em exposição no Technikmuseum Speyer na Alemanha 
Boeing 747-212B servindo como um Jumbohostel no aeroporto de Arlanda, na Suécia 
Boeing 747-128 exposto no Museu do Ar e do Espaço, em França 
xsd:integer 747 
Boeing 747-230 Schleswig-Holstein 06.JPG 
Jumbo Hostel in a 747 at Stockholm Arlanda Airport.jpg 
Ba_b747-400_g-bnle_arp.jpg 
Boeing 747 da British Airways descolando do Aeroporto de Heathrow, em Londres. 
Boeing 747 
Ver a secção Especificações para ver todos os dados específicos de cada uma das variantes do 747. 
xsd:integer 1969 
xsd:integer 150  168 
xsd:integer 747 
Transporte de passageiros 
Transporte de carga 
xsd:integer 1512 
Sim 
Boeing 747 é uma aeronave a jato usada no âmbito civil e militar para transporte de passageiros e de carga, referida com frequência como Jumbo Jet ou Queen of the Skies (Rainha dos Céus). A sua corcunda na parte superior frontal da fuselagem faz com que seja uma das aeronaves mais reconhecíveis do mundo, sendo também a primeira do género produzida em massa. Fabricada pela Boeing nos Estados Unidos, a versão original do 747 tinha duas vezes e meia mais capacidade de passageiros que o Boeing 707, um dos grandes aviões comerciais dos anos 60. Efectuando o seu primeiro voo comercial em 1970, o 747 ostentou o recorde de capacidade de passageiros durante 37 anos. Este quadrimotor tem parte da sua fuselagem com dois andares para passageiros, sendo o restante espaço para a cabine de voo, carga e combustível. A corcunda na parte superior da aeronave foi desenhada para albergar os passageiros de primeira classe ou simplesmente para aumentar a capacidade de lugares, sendo também possível noutras versões remover todos os assentos para a aeronave aumentar a capacidade de carga, tendo sido até desenhado algumas variantes com uma porta de carga frontal. Esperava-se que o 747 se tornasse obsoleto após a venda dos primeiros 400 exemplares, porém as criticas excederam as expectativas, fazendo com que em 1993 se passasse a marca dos 1000 exemplares construídos. Em Janeiro de 2015, 1502 exemplares haviam sido construídos, estando encomendadas 35 aeronaves 747-8. O 747-400, a versão do 747 mais vendida e usada comercialmente, tem uma grande velocidade de cruzeiro subsónica de Mach 0,85 (até 917 km/h) com um alcance intercontinental de 13 450 quilómetros. Esta versão pode acomodar 416, 524 ou 660 passageiros consoante a variante. A versão mais recente, o 747-8, está a ser produzida e recebeu a sua certificação em 2011. A venda da versão cargueiro 747-8F iniciou-se em Outubro de 2011 e a versão de passageiros 747-8I em Maio de 2012 para a Lufthansa. Está previsto que o 747 seja substituído pelo Boeing Y3 (parte do projecto Boeing Yellowstone) no futuro. 
xsd:nonNegativeInteger 277 
xsd:integer 92058 
xsd:nonNegativeInteger 108196 
xsd:integer 44642913 

data from the linked data cloud