Billie Jean

http://pt.dbpedia.org/resource/Billie_Jean an entity of type: Thing

"Billie Jean" é uma canção do cantor e compositor americano Michael Jackson lançada como segundo compacto do álbum Thriller em 1982. Originalmente reprovada pelo então produtor de Jackson, Quincy Jones, a faixa quase foi retirada do álbum depois que ele e Jackson tiveram discordâncias quanto a isso. A música é bem conhecida por sua distintiva linha de baixo e soluços vocais de Jackson. A canção foi mixada 91 vezes pelo engenheiro de som Bruce Swedien finalizando-a na segunda mixagem.
Billie Jean 
The Bates 
Billie Jean.jpg 
Michael Jackson 
<second> 265.0  293.0 
xsd:integer 23 
Billie Jean 
Michael Jackson, Quincy Jones 
The Bates e Andi Jung 
Nunca houve uma verdadeira Billie Jean. A moça na canção é uma composição de pessoas que atormentaram os meus irmãos com o passar dos anos. Eu nunca poderia entender como essas meninas poderiam dizer que eles estavam carregando o filho de alguém, quando não era verdade.. 
Michael Jackson, Moonwalk 
<perCent> 25.0 
"Beat It" 
"Say It Isn't So" 
"The Girl is Mine" 
"A Real Cool Time" 
xsd:integer 1982  1995 
Pleasure + Pain 
"Tonight" 
"It's the Falling in Love" (RU) / "Can't Get Outta the Rain" 
xsd:double 265.0  293.0 
"Billie Jean" 
"Tonight" 
"It's the Falling in Love" / "Can't Get Outta the Rain" 
"Billie Jean" é uma canção do cantor e compositor americano Michael Jackson lançada como segundo compacto do álbum Thriller em 1982. Originalmente reprovada pelo então produtor de Jackson, Quincy Jones, a faixa quase foi retirada do álbum depois que ele e Jackson tiveram discordâncias quanto a isso. A música é bem conhecida por sua distintiva linha de baixo e soluços vocais de Jackson. A canção foi mixada 91 vezes pelo engenheiro de som Bruce Swedien finalizando-a na segunda mixagem. Seguindo o sucesso nas paradas do single "The Girl Is Mine" e do álbum Thriller, "Billie Jean" foi lançada em 2 de janeiro de 1983, como segundo single do álbum. Tornou-se um sucesso comercial e de crítica em todo o mundo, "Billie Jean" foi um dos singles mais vendidos de 1983. Em outros países, "Billie Jean" liderou as paradas da Espanha e Suíça, alcançou o top dez na Áustria, Itália, Nova Zelândia, Noruega e Suécia, e alcançou a posição número 45 na França. Nos Estados Unidos tornou-se o maior sucesso do cantor, permanecendo por sete semanas no topo da lista pop e nove liderando a rhythm & blues. "Billie Jean" foi coroada disco de platina pela Recording Industry Association of America (RIAA), em 1989. Premiado para inúmeros prêmios, incluindo dois Grammy, um American Music Award e uma indicação para o Video Music Producers Hall of Fame, a música e o videoclipe impulsioram Thriller ao status de álbum mais vendido de todos os tempos. A canção foi promovido com um videoclipe que quebrou as barreiras raciais da MTV como o primeiro vídeo de um artista negro a ser exibido pelo canal e que tornou o canal, na época desconhecido, famoso e conhecido, e um Emmy nomeado pelo desempenho na Motown 25: Yesterday, Today, Forever, no qual Jackson estreou o "Moonwalk". A música também foi promovida através de Jackson nos comerciais da Pepsi, que durante a filmagem de um comercial o couro cabeludo de Jackson foi severamente queimado. "Billie Jean" selou o status internacional de Jackson como um ícone pop. A canção está em 2º lugar na lista do VH1 das "Melhores Canções dos Últimos 25 Anos" de 2001; 5º na "Melhores Canções Pop" lançada pela MTV e Rolling Stone em 2000; e 28º na "100 Melhores Canções para Dançar" do VH1, também divulgada em 2000. Na lista dos "Melhores Vídeos" da MTV o clipe aparece em 35º e na do VH1, em 34º. É frequentemente citada como uma das canções mais revolucionárias da história e é considerada por muitos como a maior música de Jackson. 
xsd:nonNegativeInteger 132 
Billie Jean 
xsd:integer 225796 
xsd:nonNegativeInteger 28392 
xsd:integer 44692761 
<minute> 4.416666666666667 
<minute> 4.883333333333334 

data from the linked data cloud