Ban Ki-moon

http://pt.dbpedia.org/resource/Ban_Ki-moon an entity of type: Thing

Ban Ki-moon (Hanja: 潘基文; 13 de junho de 1944) é o oitavo e atual secretário-geral da Organização das Nações Unidas, tendo sucedido ao ganês Kofi Annan em 2007. Antes de se tornar secretário-geral, Ban era um diplomata de carreira no Ministério de Relações Exteriores e Comércio da Coreia do Sul e na ONU. Ele entrou no serviço diplomático no ano em que se formou na universidade, assumindo seu primeiro posto em Nova Deli, Índia. No Ministério das Relações Exteriores, ele estabeleceu uma reputação de modéstia e competência.
Ban Ki-moon 
Universidade Nacional de Seul 
Universidade de Harvard 
xsd:integer 2004  2007 
Yoon Young Kwan 
Yoon Young-kwan 
Ban Ki Moon Signature.svg 
Yoo Soon-taek 
Song Min-soon 
Ban Ki-moon headshot.jpg 
xsd:integer 250 
de 17 de janeiro de 2004 até 10 de novembro de 2006 
de 1 de janeiro de 2007 até presente 
Ban Ki-moon 
潘基文 
반기문 
nenhuma afiliação pública 
xsd:integer
xsd:integer 33 
Organização das Nações Unidas 
Secretário-geral da 
Ban Ki-moon (Hanja: 潘基文; 13 de junho de 1944) é o oitavo e atual secretário-geral da Organização das Nações Unidas, tendo sucedido ao ganês Kofi Annan em 2007. Antes de se tornar secretário-geral, Ban era um diplomata de carreira no Ministério de Relações Exteriores e Comércio da Coreia do Sul e na ONU. Ele entrou no serviço diplomático no ano em que se formou na universidade, assumindo seu primeiro posto em Nova Deli, Índia. No Ministério das Relações Exteriores, ele estabeleceu uma reputação de modéstia e competência. Ban foi Ministro do Exterior da Coreia do Sul de janeiro de 2004 a novembro de 2006. Em fevereiro de 2006, ele começou uma campanha para o cargo de Secretário-Geral. Inicialmente, Ban foi considerado um tiro no escuro para o cargo. Como ministro do exterior da Coreia do Sul, no entanto, ele estava disponível para viajar por todos os países membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas, uma manobra que o transformou no principal concorrente. Em 13 de outubro de 2006, ele foi eleito o oitavo Secretário-Geral pela Assembleia Geral das Nações Unidas e sucedeu Kofi Annan oficialmente em 1 de janeiro 2007. Ban conduziu inúmeras reformas importantes no tocante à manutenção da paz e à contratação de empregados na ONU. Diplomaticamente, Ban demonstrou opiniões particularmente fortes sobre o conflito de Darfur, onde ele ajudou a persuadir o presidente sudanês Omar al-Bashir a permitir que forças de paz entrassem no Sudão; e sobre o aquecimento global, pressionando repetidamente o ex-presidente dos Estados Unidos George W. Bush sobre a questão. Ban tem recebido duras críticas do Escritório de Serviços de Supervisão Interna da ONU (ESSI), a unidade de auditoria interna da ONU, declarando que o secretariado, sob liderança de Ban, está "à deriva na irrelevância". Em 2011, Ban concorreu sem oposição para um segundo mandato como Secretário-Geral. Em 21 de junho de 2011, ele foi reeleito por unanimidade pela Assembleia Geral e, portanto, continuará no cargo até 31 de dezembro de 2016. 
xsd:integer 558808 
xsd:integer 44979410 
Ban Ki-moon 
潘基文 
반기문 
8º Secretário-Geral daONU20px 
33º Ministro de Relações Exteriores e Comércio da Coreia do Sul 
xsd:nonNegativeInteger 206 
xsd:nonNegativeInteger 50776 

data from the linked data cloud