Asturias, patria querida

http://pt.dbpedia.org/resource/Asturias,_patria_querida

Asturias, patria querida (em português: "Astúrias, Pátria querida") é o hino oficial do Principado das Astúrias, segundo estabelece a lei 1/1984. Trata-se de uma canção popular, que estava enraizada na cultura asturiana e finalmente foi escolhida como hino. Após investigações sua possível origem é Cuba, quando Ignácio Piñero, músico cubano, fez a canção para seu pai que era asturiano e voltou a seu lugar de origem para morrer. Suspeita-se também que a melodia fora adaptada de uma que cantavam mineiros polacos quando iam trabalhar no princípio do século XX.
Asturias, patria querida 
Asturias, patria querida (em português: "Astúrias, Pátria querida") é o hino oficial do Principado das Astúrias, segundo estabelece a lei 1/1984. Trata-se de uma canção popular, que estava enraizada na cultura asturiana e finalmente foi escolhida como hino. Após investigações sua possível origem é Cuba, quando Ignácio Piñero, músico cubano, fez a canção para seu pai que era asturiano e voltou a seu lugar de origem para morrer. Suspeita-se também que a melodia fora adaptada de uma que cantavam mineiros polacos quando iam trabalhar no princípio do século XX. O hino é tocado em atos solenes do governo asturiano e em apresentações culturais do principado. Poucas versoes do hino foram criadas pelo bando republicano da Guerra Civil Espanhola, portanto o hino era visto como uma cançao de mineiros (é dito que a revolta dos mineiros nas Asturias em 1934 era uma chamada de despertar para a guerra civil) e uma cançao de esquerda pelos Nacionalistas de direita. A cançao era ridicularizada nos tempos de Francisco Franco, ao ponto de ser considerada "o Hino dos Bêbados", um conceito que existe ainda em algumas partes da Espanha. 
xsd:nonNegativeInteger
xsd:integer 1513503 
xsd:nonNegativeInteger 2287 
xsd:integer 36222252 

data from the linked data cloud