Arranha-céu

http://pt.dbpedia.org/resource/Arranha-céu

Arranha-céu (no Brasil) ou arranha-céus (em Portugal) é um edifício alto, continuamente habitável por muitos andares, geralmente projetados para escritórios e uso comercial. Não existe uma definição oficial ou uma altura mínima para uma construção poder ser classificada como um arranha-céu. Uma característica comum dos arranha-céus é ter uma estrutura de aço que suporta as paredes externas, que servem como revestimento, em vez de paredes estruturais das construções convencionais. Alguns dos primeiros arranha-céus têm uma estrutura de aço que permite a construção de paredes estruturais mais altas do que aquelas feitos de concreto armado. As paredes dos arranha-céus modernos não são feitas para sustentar o peso da estrutura e a maioria dos arranha-céus são caracterizados por grandes áreas de
Arranha-céu 
Arranha-céu (no Brasil) ou arranha-céus (em Portugal) é um edifício alto, continuamente habitável por muitos andares, geralmente projetados para escritórios e uso comercial. Não existe uma definição oficial ou uma altura mínima para uma construção poder ser classificada como um arranha-céu. Uma característica comum dos arranha-céus é ter uma estrutura de aço que suporta as paredes externas, que servem como revestimento, em vez de paredes estruturais das construções convencionais. Alguns dos primeiros arranha-céus têm uma estrutura de aço que permite a construção de paredes estruturais mais altas do que aquelas feitos de concreto armado. As paredes dos arranha-céus modernos não são feitas para sustentar o peso da estrutura e a maioria dos arranha-céus são caracterizados por grandes áreas de superfície de janelas, que só são possibilitadas pelo uso da estrutura de aço e de paredes de revestimento. No entanto, os arranha-céus podem ter paredes que imitam paredes convencionais e uma pequena área de superfície de janelas. Os arranha-céus, desde a década de 1960, usam modelos tubulares inovadores criados pelo engenheiro estrutural estadunidense-bangladeshiano Fazlur Rahman Khan. Este princípio de engenharia civil faz com que esses edifícios sejam estruturalmente mais eficientes e fortes. Ele reduz a utilização do material (economicamente muito mais eficiente), permitindo , simultaneamente, que as construções alcancem maiores alturas. O modelo de Khan permite menos colunas interiores e assim cria um espaço mais utilizável, além de permitir que os edifícios tenham formatos variados. Existem diversas variações do modelotubular; estes sistemas estruturais são fundamentais para o projeto de construção de altura atual. Outros pioneiros incluem Hal Iyengar e William LeMessurier. Hoje, os arranha-céus são algo cada vez mais comum onde a terra é cara, como nos centros das grandes cidades, porque eles fornecem uma alta proporção de espaço locável por área de terra. Eles são construídos não apenas pela economia de espaço, mas, assim como templos e palácios do passado, os arranha-céus são considerados símbolos do poder econômico de uma cidade ou de um país. Eles não só definem o horizonte, como ajudam a definir a identidade da uma cidade. Em alguns casos, arranha-céus excepcionalmente altos foram construídas não por necessidade, mas para ajudar a definir a identidade e de projeção do poder da cidade onde foi construído. 
xsd:nonNegativeInteger 179 
xsd:integer 75638 
xsd:nonNegativeInteger 20553 
xsd:integer 43863101 

data from the linked data cloud