Arquitetura do Renascimento

http://pt.dbpedia.org/resource/Arquitetura_do_Renascimento

Chama-se de Arquitetura do Renascimento ou Arquitetura Renascentista aquela que foi produzida durante o período do Renascimento europeu, ou seja, durante os séculos XIV, XV e XVI. Caracteriza-se por ser um momento de ruptura na História da Arquitetura em diversas esferas: nos meios de produção da arquitetura; na linguagem arquitetônica adotada e na sua teorização. Esta ruptura, que se manifesta a partir do Renascimento, caracteriza-se por uma nova atitude dos arquitectos em relação à sua arte, passando a assumirem-se cada vez mais como profissionais independentes, portadores de um estilo pessoal. Inspiram-se, contudo, na sua interpretação da Antiguidade Clássica e em sua vertente arquitetônica, considerados como os modelos perfeitos das Artes e da própria vida.
Arquitetura do Renascimento 
xsd:integer 1949  1978  1984  1986  1997  1998 
BENEVOLO, Leonardo 
CONTI, Flávio 
HEYDENREICH, Ludwig H. 
LETTS, Rosa Maria 
MURRAY, Lina & Peter 
WITTKOWER, Rudolf 
Perspectiva 
Edições 70 
Zahar Editores 
C.S. Graphics 
Cosac & Naify 
Salvat Editora 
The Trinity Press 
xsd:integer
ISBN 0-500-20008-4 
ISBN 84-401-0013-2 
ISBN 85-273-0100-8 
ISBN 85-86374-11-3 
Firenze-interno duomo.jpg 
Cúpula da Santa Maria del Fiore, em Florença, Itália. 
Barcelona 
Lisboa 
Rio de Janeiro 
Singapura 
São Paulo 
Londres e Worcester 
xsd:integer 1400 
o Renascimento 
vol.5 
História da Arte 
Architectural principles in the age of humanism 
Arquitetura na Itália 
Como reconhecer a arte do Renascimento 
História da cidade 
The art of the Renaissance 
Introdução à história da arte da universidade de Cambridge 
Chama-se de Arquitetura do Renascimento ou Arquitetura Renascentista aquela que foi produzida durante o período do Renascimento europeu, ou seja, durante os séculos XIV, XV e XVI. Caracteriza-se por ser um momento de ruptura na História da Arquitetura em diversas esferas: nos meios de produção da arquitetura; na linguagem arquitetônica adotada e na sua teorização. Esta ruptura, que se manifesta a partir do Renascimento, caracteriza-se por uma nova atitude dos arquitectos em relação à sua arte, passando a assumirem-se cada vez mais como profissionais independentes, portadores de um estilo pessoal. Inspiram-se, contudo, na sua interpretação da Antiguidade Clássica e em sua vertente arquitetônica, considerados como os modelos perfeitos das Artes e da própria vida. É também um momento em que as artes manifestam um projeto de síntese e interdisciplinaridade bastante impactante, em que as Belas Artes não são consideradas como elementos independentes, subordinando-se à arquitetura. 
xsd:nonNegativeInteger 102 
xsd:integer 38633 
xsd:nonNegativeInteger 21696 
xsd:integer 44070347 

data from the linked data cloud