Antão José Maria de Almada

http://pt.dbpedia.org/resource/Antão_José_Maria_de_Almada an entity of type: Thing

Antão José Maria de Almada (1801 — 1834), recebeu oficialmente o título de 2º conde de Almada, com apenas 4 anos de idade incompletos, mesmo antes da morte de seu pai, por Decreto de 15 ou de 20 de Agosto de 1805.Na sua época foi sempre visto como o 14.º representante de conde de Avranches em França (Abranches em Portugal).Era comendador da Ordem de Cristo e, em 30 de Abril de 1826, Par do Reino, de que prestou juramento e tomou posse na respectiva câmara a 23 de Novembro do mesmo ano.
Antão José Maria de Almada 
xsd:integer 1805 
xsd:integer 175 
Santarém 
Açores 
Antão José Maria de Almada 
Ajudante-de-campo e Mestre-sala da Casa Real 
xsd:integer 80 
Antão José Maria de Almada (1801 — 1834), recebeu oficialmente o título de 2º conde de Almada, com apenas 4 anos de idade incompletos, mesmo antes da morte de seu pai, por Decreto de 15 ou de 20 de Agosto de 1805. Na sua época foi sempre visto como o 14.º representante de conde de Avranches em França (Abranches em Portugal). Era comendador da Ordem de Cristo e, em 30 de Abril de 1826, Par do Reino, de que prestou juramento e tomou posse na respectiva câmara a 23 de Novembro do mesmo ano. Foi dos primeiros alunos do Real Colégio Militar, com o n.º 94, admitido em 1815 até 1817. Obteve o curso de bacharelato em Matemática da Academia Real da Marinha e tendo ascendido ao posto de capitão de cavalaria. Há informação que tinha sido segundo tenente na Brigada Real da Marinha do rei Miguel I, além de seu ajudante de ordens (ajudante-de-campo). Recebendo dele a "medalha de ouro" a 27 de Maio de 1823. "Acompanhou sempre o senhor D. Miguel, sendo sempre o primeiro a aparecer em sua defesa, tomando parte muito activa na guerra que se desencadeou." Exerceu o cargo de mestre-sala da Casa Real, com carta de ofício passado em 29 de Dezembro de 1818. Constando esse direito definido pelo "Congresso", com a presença do rei, em 1 de Outubro de 1822, para ser editado em portaria no dia seguinte como consta. Mais tarde foi assegurado pelo próprio juramento da Carta Constitucional, no artigo 5.º, datado de 26 de Julho de 1826, durante o governo de Maria II de Portugal.. Em 9 de Setembro de 1833 já não se encontra a viver no seu Palácio do Rossio em Lisboa, perto da côrte onde poderia exercer convenientemente esta função, e aparece aos olhos da governação liberal como "rebelde" Foi provedor da Real Irmandade da Santa Cruz e Passos da Graça (ano 1823-1824) e alcaide-mor ou comendador de Proença-a-Velha.. Teve igualmente o senhorio dos Lagares d´El-Rei e de Pombalinho. Assim como, através dos bens da família de sua mulher, o morgadio do "Paço Velho em Guimarães" e as comendas de S. Pedro de Fins de Ferreira (Paços de Ferreira), de S. Miguel de Vila Franca, de Santa Maria de Airães, de São Vicente de Vimioso e de Vila de Ferreira (Zêzere) com sua alcaidaria como de sua alcaidaria em 29 de Janeiro de 1822. 
xsd:nonNegativeInteger 115 
Antão José Maria de Almada 
xsd:integer 2763730 
xsd:nonNegativeInteger 16516 
xsd:integer 43962781 

data from the linked data cloud