América Latina

http://pt.dbpedia.org/resource/América_Latina an entity of type: Thing

A América Latina (em espanhol: América Latina ou Latinoamérica; em francês: Amérique Latine) é uma região do continente americano que engloba os países onde são faladas, primordialmente, línguas românicas (derivadas do latim) — no caso, o espanhol, o português e o francês — visto que, historicamente, a região foi maioritariamente dominada pelos impérios coloniais europeus Espanhol e Português. A América Latina tem uma área de cerca de 21 069 501 km2, o equivalente a cerca de 3,9% da superfície da Terra (ou 14,1% de sua superfície emersa terrestre). Em 2008, a sua população foi estimada em mais de 569 milhões de pessoas. Os países do restante do continente americano tiveram uma colonização majoritariamente realizada por povos europeus de cultura anglo-saxônica ou neerlandesa (ver América An
América Latina 
left 
xsd:integer 1997 
América Latina 
Latin America 
xsd:integer 27 
Scipione 
xsd:integer
Julio Cortázar , Mario Vargas Llosa e Gabriel García Márquez , três escritores sul-americanos relacionados ao movimento literário conhecido como "Boom Latino-americano", sendo dois deles ganhadores do Prêmio Nobel de Literatura. 
português 
Cortázar.jpg 
Gabriel Garcia Marquez 1984.jpg 
Vargas Llosa Madrid 2012.jpg 
xsd:decimal 8526227416 
São Paulo 
Latin America .svg 
Cuba 
Brasil 
Ojos del Salado, Argentina e Chile 
El Salvador 
América Latina 
Celso 
xsd:integer 21 
xsd:integer 10 
(Haiti ) 
(Brasil ) 
Aconcágua, Argentina, 6962 m 
Laguna del Carbón, Argentina, -105 m 
xsd:integer 569000 
da 
xsd:integer 48 
Antunes 
Américas e regiões polares 
Geografia e participação 
Ásia, África, América Anglo-Saxônica, Antártida, Europa e Oceania 
xsd:integer
xsd:integer
xsd:integer 120  150 
América Latina 
Q12585 
A América Latina (em espanhol: América Latina ou Latinoamérica; em francês: Amérique Latine) é uma região do continente americano que engloba os países onde são faladas, primordialmente, línguas românicas (derivadas do latim) — no caso, o espanhol, o português e o francês — visto que, historicamente, a região foi maioritariamente dominada pelos impérios coloniais europeus Espanhol e Português. A América Latina tem uma área de cerca de 21 069 501 km2, o equivalente a cerca de 3,9% da superfície da Terra (ou 14,1% de sua superfície emersa terrestre). Em 2008, a sua população foi estimada em mais de 569 milhões de pessoas. Os países do restante do continente americano tiveram uma colonização majoritariamente realizada por povos europeus de cultura anglo-saxônica ou neerlandesa (ver América Anglo-Saxônica). Vale ressaltar algumas exceções, como Québec, que não é um país independente, mas uma província de maioria francófona que pertence ao Canadá; o estado da Luisiana, que também foi colonizado por franceses, mas pertence aos Estados Unidos e os estados do sudoeste estadunidense, que tiveram colonização espanhola. A América Latina compreende a quase totalidade das Américas do Sul e Central: as exceções são os países sul-americanos da Guiana e do Suriname e a nação centro-americana de Belize, que são países de línguas germânicas. Também engloba alguns países da América Central Insular (países compostos de ilhas e arquipélagos banhados pelo Mar do Caribe), como Cuba, Haiti e República Dominicana. Da América do Norte, apenas o México é considerado como parte da América Latina. A região engloba 20 países: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Guatemala, Haiti, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela. A expressão "América Latina" foi utilizada pela primeira vez em 1856 pelo filósofo chileno Francisco Bilbao e, no mesmo ano, pelo escritor colombiano José María Torres Caicedo; e aproveitada pelo imperador francês Napoleão III durante sua invasão francesa no México como forma de incluir a França — e excluir os anglo-saxões — entre os países com influência na América, citando também a Indochina como área de expansão da França na segunda metade do século XIX. Deve-se também observar que na mesma época foi criado o conceito de Europa Latina, que englobaria as regiões de predomínio de línguas românicas. Pesquisas sobre a origem da expressão conduzem, ainda, a Michel Chevalier, que mencionou o termo "América Latina" em 1836, durante uma missão diplomática feita aos Estados Unidos e ao México. Nos Estados Unidos, o termo não foi usado até o final do século XIX tornando-se comum para designar a região ao sul daquele país já no início do século XX. Ao final da Segunda Guerra Mundial, a criação da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe consolidou o uso da expressão como sinônimo dos países menos desenvolvidos dos continentes americanos, e tem, em consequência, um significado mais próximo da economia e dos assuntos sociais. Convém observar que a Organização das Nações Unidas reconhece a existência de dois continentes: América do Sul e América do Norte, sendo que esta última se subdivide em Caribe, América Central e América do Norte propriamente dita, englobando México, Estados Unidos e Canadá, além das ilhas de Saint Pierre et Miquelon, Bermudas e a Groenlândia. As antigas colônias neerlandesas (e, atualmente, países constituintes do Reino dos Países Baixos) Curaçao, Aruba e São Martinho não são habitualmente consideradas partes da América Latina, embora a sua língua mais falada seja o papiamento, língua de influência ibérica (embora não considerada latina). 
xsd:integer 21069501 
xsd:integer 223 
xsd:integer 44988516 
América Latina 
Latin America (orthographic projection).svg 
Ásia,África,América Anglo-Saxônica,Antártida,EuropaeOceania 
xsd:double 2.10695e+13 
xsd:double 6962.0 
xsd:nonNegativeInteger 569000 
xsd:nonNegativeInteger 1462 
xsd:nonNegativeInteger 150791 
<squareKilometre> 2.1069501E7 

data from the linked data cloud