Alfred Loisy

http://pt.dbpedia.org/resource/Alfred_Loisy

Alfred Loisy foi um teólogo e filósofo francês nascido em 1857 e falecido em 1940.Trata-se de um teólogo do final do século XIX, grande conhecedor das Sagradas Escrituras, que ensinou no Institut Catholique de Paris. Como foi um dos primeiros a utilizar os métodos histórico-críticos no estudo da bíblia, teve grandes dificuldades de aceitação na Igreja. Perdeu a cátedra e começou a endurecer suas posturas, com críticas fortes à tradição dogmática do cristianismo, num esforço grande de voltar ao Evangelho puro. É dele a afirmação que Jesus anunciou a vinda do Reino de Deus, mas o que veio depois foi a Igreja. Suas opiniões começaram a ser acolhidas por vários estudiosos católicos. Todo esse grupo foi considerado como modernista e Loisy como seu chefe. Em 1907, mais ou menos, o modernismo foi
Alfred Loisy 
Alfred Loisy foi um teólogo e filósofo francês nascido em 1857 e falecido em 1940. Trata-se de um teólogo do final do século XIX, grande conhecedor das Sagradas Escrituras, que ensinou no Institut Catholique de Paris. Como foi um dos primeiros a utilizar os métodos histórico-críticos no estudo da bíblia, teve grandes dificuldades de aceitação na Igreja. Perdeu a cátedra e começou a endurecer suas posturas, com críticas fortes à tradição dogmática do cristianismo, num esforço grande de voltar ao Evangelho puro. É dele a afirmação que Jesus anunciou a vinda do Reino de Deus, mas o que veio depois foi a Igreja. Suas opiniões começaram a ser acolhidas por vários estudiosos católicos. Todo esse grupo foi considerado como modernista e Loisy como seu chefe. Em 1907, mais ou menos, o modernismo foi condenado pelo Papa. Muitos tradicionalistas repudiam Loisy, considerando-o como o pai de muitas leituras equivocadas da doutrina católica. Ele na verdade foi um autor que quis dialogar com a ciência de seu tempo, abrir a teologia à perspectiva da evolução e da história, mostrando que a própria doutrina da igreja foi o resultado de um longo processo evolutivo. Ordenado padre em 1879, foi um brilhante professor de hebraico e exegese bíblica do Instituto Católico de Paris (1881-1889). Com o objetivo de rebater as críticas que a elite cultural de Paris fazia ao cristianismo e à figura de Jesus Cristo, o Padre Loysi inicia suas pesquisas que irão lançar os fundamentos do modernismo católico. Muitos eruditos e intelectuais da época duvidavam da existência histórica de Jesus Cristo e havia muitas discussões em rodas de intelectuais, ridicularizando o Cristianismo de forma geral. Inconformado com as críticas ao catolicismo e com as dúvidas lançadas pela elite intelectual de Paris, resolveu estudar a fundo os documentos da Biblioteca e dos Arquivos Secretos do Vaticano, a fim de rebater as afirmações dos intelectuais da época. Através de investigações e pesquisas detalhadas e minuciosas, constatou a necessidade urgente de reformar e modernizar o catolicismo romano dando a ele bases científicas e histórico-críticas. Resolve então sistematizar seus trabalhos com o objetivo de atualizar a doutrina católica, colocando a Igreja na vanguarda do pensamento teológico. Publica seu trabalho em 1903. Entretanto, a Santa Sé, que mantinha um apertado controlo doutrinário dos estabelecimentos católicos, suspende Loisy e suas obras são colocadas no Index dos livros proibidos. Em 1908, perde sua cátedra de filosofia na Universidade de Paris e finalmente é excomungado pelo Papa São Pio X. Após sua excomunhão, foi professor de histórias das religiões no Collège de France, onde, com liberdade de cátedra, lecionou de 1909 a 1926; foi também professor de história das religiões, desde 1924, na Ecole des Hautes Études. Segundo Loisy, o cristianismo teria surgido como o resultado da superação de sua fase inicial, na qual os primeiros discípulos de Jesus acreditavam na iminente Parusia, que conduziria à concretização do Reino de Deus. Em virtude da demora dessa segunda vinda, formou-se a organização institucional da Igreja e, com o tempo, houve a cristalização das doutrinas em dogmas. Loisy, passando a um plano generalizado, admitiu que a religião evoluiria no curso dos tempos, até assumir a forma de religião universal, fundada na noção de humanidade. Do ponto de vista meramente filosófico, Loisy revelou tendências imanentistas. 
xsd:nonNegativeInteger 32 
xsd:integer 2760403 
xsd:nonNegativeInteger 5646 
xsd:integer 44127307 

data from the linked data cloud