Akrasia

http://pt.dbpedia.org/resource/Akrasia

Em filosofia prática, akrasia (do grego akrasia, "não ter comando sobre si mesmo", ocasionalmente adaptado à ortografia portuguesa como acrasia) é a ação de uma pessoa que contraria seu melhor juízo sobre o que fazer em determinada situação. Um exemplo é o cônjuge que trai, embora considere tal ação errada.Davidson resolve o problema dizendo que, quando uma pessoa age dessa maneira, ela acredita temporariamente que o pior curso de ação é o melhor, porque ela não fez um juízo considerando todas as coisas, mas apenas um juízo baseado em um conjunto menor de considerações possíveis.
Akrasia 
Em filosofia prática, akrasia (do grego akrasia, "não ter comando sobre si mesmo", ocasionalmente adaptado à ortografia portuguesa como acrasia) é a ação de uma pessoa que contraria seu melhor juízo sobre o que fazer em determinada situação. Um exemplo é o cônjuge que trai, embora considere tal ação errada. Um quebra-cabeça filosófico -- apresentado pelo personagem Sócrates no diálogo Protágoras, de Platão -- é precisamente explicar como a akrasia é possível. Se o sujeito julga que a ação A é a melhor coisa a ser feita, como ele pode fazer outra coisa que não A? O filósofo Donald Davidson vê o problema como a reconciliação da seguinte tríade aparentemente inconsistente: Davidson resolve o problema dizendo que, quando uma pessoa age dessa maneira, ela acredita temporariamente que o pior curso de ação é o melhor, porque ela não fez um juízo considerando todas as coisas, mas apenas um juízo baseado em um conjunto menor de considerações possíveis. Outra interpretação possível diz que há diferentes formas de motivação, e umas podem estar em conflito com as outras. Pode haver conflito entre a razão e a emoção, e isso tornaria possível uma pessoa acreditar que é melhor fazer A do que B, e ainda assim querer fazer mais B do que A. 
xsd:nonNegativeInteger 25 
xsd:integer 268391 
xsd:nonNegativeInteger 3536 
xsd:integer 43463930 

data from the linked data cloud