Advento (cerimônia)

http://pt.dbpedia.org/resource/Advento_(cerimônia)

Advento (em latim: Adventus , lit. "chegada"; em grego: υπάντησις; transl.: upántesis), na Grécia e Roma Antiga, era uma cerimônia, análoga à partida (profectio), na qual um indivíduo proeminente (general, governador ou monarca) era formalmente recebido no portão de uma cidade. Nela o indivíduo que seria honrado era recebido por dignitários da cidade que abrigaria-o em um lugar marcado com antecedência e então ele era conduzido em procissão para o interior dos muros, onde era louvado com cânticos e louvores e recebia presentes e sacrifícios aos deuses em seu nome.
Advento (cerimônia) 
xsd:integer 1972  1992  2005  2010 
Lawrence Richardson Jr. 
Forme di partecipazione politica cittadina e contatti con il potere imperiale 
Noreña, Carlos F. 
Amarelli, Francesco 
Cambridge University Press 
JHU Press 
L'Erma di Bretschneider 
xsd:integer
xsd:decimal 8882652696 
Historia: Zeitschrift für Alte Geschichte 
Lawrence 
Sabine 
Björn C. 
Pierfrancesco 
xsd:integer
harv 
Richardson 
Ewald 
MacCormack 
Porena 
A New Topographical Dictionary of Ancient Rome 
The Emperor and Rome: Space, Representation, and Ritual 
Politica e partecipazione nelle città dell'impero romano 
Change and Continuity in Late Antiquity: The Ceremony of "Adventus" 
xsd:integer 21 
Advento (em latim: Adventus , lit. "chegada"; em grego: υπάντησις; transl.: upántesis), na Grécia e Roma Antiga, era uma cerimônia, análoga à partida (profectio), na qual um indivíduo proeminente (general, governador ou monarca) era formalmente recebido no portão de uma cidade. Nela o indivíduo que seria honrado era recebido por dignitários da cidade que abrigaria-o em um lugar marcado com antecedência e então ele era conduzido em procissão para o interior dos muros, onde era louvado com cânticos e louvores e recebia presentes e sacrifícios aos deuses em seu nome. O cuidado com a recepção de indivíduos proeminentes, principalmente monarcas, tinha como função reafirmar a existência e dignidade dos súditos perante seu governante ou dignitário, ao mesmo tempo que servia ao monarca como indicativo do bom andamento de seu reinado. No Império Romano, por conseguinte, os adventos, quando ocorridos nas cidades provinciais, serviam como os raros momento de interação entre o monarca e seus súditos, e quando ocorridos em Roma, serviam como uma reafirmação da centralidade simbólica da cidade no mundo romano. Os adventos eram anunciados com bastante antecedência para que fosse possível fazer todos os preparativos necessários, uma vez que em tais ocasiões os cidadãos esperavam serem honrados com doações, organização de jogos, isenções fiscais e remissão de impostos anteriores. Houve casos, contudo, que os monarcas viriam a receber honrarias sem solicitação, o que podia ser mal visto perante os olhos dos súditos, que passavam a entender seu governante como um tirano. 
xsd:nonNegativeInteger 36 
xsd:integer 4882261 
xsd:nonNegativeInteger 10356 
xsd:integer 43658651 

data from the linked data cloud