Ação Popular (esquerda cristã)

http://pt.dbpedia.org/resource/Ação_Popular_(esquerda_cristã)

A Ação Popular (AP) foi uma organização política de esquerda extraparlamentar, criada em junho de 1962, a partir de um congresso em Belo Horizonte, resultado da atuação dos militantes estudantis da Juventude Universitária Católica (JUC) e de outras agremiações da Ação Católica. A partir de seu segundo congresso, realizado em Salvador, a AP decidiu-se pelo "socialismo humanista", buscando inspiração ideológica em Emmanuel Mounier, Teilhard de Chardin, Jacques Maritain e Padre Lebret. Teve uma vertente protestante, cujo representante mais conhecido foi Paulo Stuart Wright.
Ação Popular (esquerda cristã) 
A Ação Popular (AP) foi uma organização política de esquerda extraparlamentar, criada em junho de 1962, a partir de um congresso em Belo Horizonte, resultado da atuação dos militantes estudantis da Juventude Universitária Católica (JUC) e de outras agremiações da Ação Católica. A partir de seu segundo congresso, realizado em Salvador, a AP decidiu-se pelo "socialismo humanista", buscando inspiração ideológica em Emmanuel Mounier, Teilhard de Chardin, Jacques Maritain e Padre Lebret. Teve uma vertente protestante, cujo representante mais conhecido foi Paulo Stuart Wright. Foi composta principalmente de lideranças estudantis dentre as quais se destacaram Herbert José de Souza (Betinho), seu coordenador até 1964, Jair Ferreira de Sá, José Serra, Vinícius Caldeira Brant, Aldo Arantes, Haroldo Lima e Duarte Brasil Lago Pacheco Pereira, entre outros, contando ainda com a participação de lideranças camponesas e operárias. Em certas áreas, como no Estado de São Paulo, onde o coordenador era Franz-Wilhelm Heimer, a atividade principal da organização situava-se no domínio da cultura popular e da alfabetização de adultos, de acordo com as concepções de Paulo Freire. 
xsd:nonNegativeInteger 71 
xsd:integer 234218 
xsd:nonNegativeInteger 10715 
xsd:integer 44380970 

data from the linked data cloud