Época Dourada da Pirataria

http://pt.dbpedia.org/resource/Época_Dourada_da_Pirataria

A Época Dourada da Pirataria (ou Época de Ouro da Pirataria, Idade do Ouro da Pirataria, Era de Ouro da Pirataria, etc) é uma designação comum dada geralmente a uma ou mais explosões de pirataria na história marítima no início do período moderno.
Época Dourada da Pirataria 
xsd:integer 2004  2008  2013 
David Cordingly 
Konstam, Angus 
Robert C. Davis 
Woodard, Colin 
Palgrave Macmillan 
Osprey Publishing 
Random House Publishing Group 
Pan Macmillan 
xsd:integer 978 
xsd:integer 307763072 
xsd:integer 1403945519 
xsd:integer 280 
Piracy: The Complete History 
Christian Slaves, Muslim Masters: White Slavery in the Mediterranean, the Barbary Coast and Italy, 1500-1800 
Under the Black Flag: The Romance and the Reality of Life Among the Pirates 
The Republic of Pirates: Being the True and Surprising Story of the Caribbean Pirates and the Man who Brought them Down 
A Época Dourada da Pirataria (ou Época de Ouro da Pirataria, Idade do Ouro da Pirataria, Era de Ouro da Pirataria, etc) é uma designação comum dada geralmente a uma ou mais explosões de pirataria na história marítima no início do período moderno. Na sua mais ampla definição aceite, a Época Dourada da Pirataria ocorreu desde a década de 1650 até à década de 1730 e abrange três grandes explosões separadas de pirataria: o período bucaneiro aproximadamente de 1650 a 1680, caracterizado por marinheiros anglo-franceses com base na Jamaica e na Tortuga que atacavam colónias e navios espanhóis nas Caraíbas e no leste do Pacífico; a Rota Pirata de 1690, associada com viagens de longas distâncias das Bermudas e Américas para roubar muçulmanos e alvos da Companhia das Índias de Leste no Índico e no mar Vermelho; e o período pós-Sucessão Espanhola, que se estende desde 1714 até 1726, quando marinheiros e corsários Anglo-Americanos ficaram desempregados no fim da Guerra da Sucessão Espanhola viraram-se em massa para a pirataria nas Caraíbas, a costa leste americana, a costa Oeste Africana, e no Oceano Índico. Definições mais estreitas excluem por vezes o primeiro ou o segundo período, mas a maioria das definições inclui pelo menos uma parte do terceiro. Houve vários factores que contribuíram para a pirataria durante esta época, incluindo o aumento da quantidade de cargas valiosas enviadas para a Europa sobre vastas áreas do oceano, a redução de navios europeus em determinadas regiões, a formação e experiência que muitos marinheiros tinham ganha em navios europeus (particularmente a Marinha Real Britânica) e a ineficácia governamental nas colónias europeias ultramarinas. As potências coloniais da época constantemente lutaram com os piratas, envolvendo-se em várias batalhas notáveis ​​e outros eventos relacionados. A concepção moderna dos piratas como retratados na cultura popular é derivada em grande parte, embora nem sempre com precisão, a partir da Época Dourada da Pirataria. Ao dar um estatuto quase mítico aos personagens mais coloridos, como os notórios Barbanegra e Calico Jack, o livro A General History of the Pyrates (1724) por Charles Johnson, é a fonte principal de biografias de muitos dos conhecidos piratas da Época Dourada, influenciando a literatura pirata de Robert Louis Stevenson e J. M. Barrie. Tais trabalhos literários como A Ilha do Tesouro e Peter Pan, apesar de muito romantizados, basearam-se fortemente nos piratas e nas suas vidas para os seus enredos. 
xsd:nonNegativeInteger 224 
xsd:integer 4282279 
xsd:nonNegativeInteger 50650 
xsd:integer 44435439 

data from the linked data cloud